Decisão entre Cruzeiro x Fluminense teve confusão e 10 pessoas presas

Diante da confusão registrada nas arquibancadas do Mineirão, na noite da última terça-feira (12), no duelo entre Cruzeiro e Fluminense pela Copa do Brasil, mais de 10 pessoas foram detidas pela Polícia Militar e encaminhadas para a delegacia de plantão localizada no Gigante da Pampulha. As informações foram obtidas pelo site O Tempo.

Ainda de acordo com a reportagem, a maioria dos indivíduos conduzidos ao centro da polícia estavam na torcida visitante. Eles invadiram o setor neutro que separava as duas torcidas e confrontaram o outro lado. Nas imagens registradas, pôde-se observar as cadeiras do estádio sendo arrancadas. 

A responsabilidade é do Mineirão?

Na delegacia, longe das arquibancadas, as pessoas que foram conduzidas pelos policiais tiveram que assinar o Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) e, posteriormente, serão obrigadas a se apresentar à Justiça para relatar o ocorrido. Eles tiveram que deixar o estádio.

Além disso, outras pessoas também foram detidas na esplanada do estádio e do lado de fora do Gigante da Pampulha, por crimes como furtos e roubos. Estes indivíduos, por sua vez, foram encaminhados para a Central de Flagrantes da Polícia Civil. 

Vale lembrar que o Fluminense, por meio de um comunicado nas redes sociais, repudiou o tratamento da Polícia Militar com os torcedores que não estavam diretamente envolvidos na confusão. 

O clube ressaltou ainda que pretende acionar autoridades do governo de Minas Gerais para que o caso seja investigado. Para isso, o Fluminense solicitou aos tricolores que enviassem imagens da ação da PM para a ouvidoria do clube.

Torcedores protestam que o número de casos de violência, principalmente envolvendo furtos e roubos, está crescendo em eventos no Mineirão. Inclusive, recentemente, o ex-volante celeste Fabrício teve seu celular roubado em um jogo do Cruzeiro no Gigante da Pampulha.

O diretor do estádio, Samuel Lloyd, afirmou que a sua gestão tem ciência dos fatos, mas disse que as decisões para coibir esse tipo de comportamento precisam ser tomadas em conjunto. 

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.