Já pensou? Gabigol ficou por detalhes de ignorar Flamengo e fechar com o Cruzeiro

Antes de escrever sua bonita história com a camisa do Flamengo, Gabigol passou por um período de não muito brilho pelo futebol europeu. Após uma primeira temporada com poucas chances na Inter de Milão, o atacante seguiu rumo ao Benfica, onde também não teve muitas oportunidades. 

Naquela época, a imprensa italiana, que já trabalhava com a ideia do fim do ciclo do jogador na Inter, ventilava que Gabigol estaria sendo sondado por quatro grandes clubes brasileiros: Santos, Cruzeiro, Flamengo e São Paulo.

A partir daí, tudo é história. Difícil dizer que Gabigol não tomou a melhor decisão ao acertar com o rubro-negro carioca. Com a camisa do Flamengo, o atacante se destacou mais uma vez no futebol e conquistou títulos expressivos.

Durante os seus primeiros anos com o Flamengo, Gabigol conquistou dois Campeonatos Brasileiros e a Taça Libertadores. Suas boas atuações lhe renderam, inclusive, convocações para a Seleção Brasileira, onde pôde vestir a histórica Amarelinha. 

Gabigol é um antigo sonho do Cruzeiro?

Ainda que sob as nuvens das especulações, o Cruzeiro teria buscado a contratação da Gabigol após a conquista do hexacampeonato da Copa do Brasil, no final de 2018. À época, o vice-presidente do clube, Itair Machado, escorraçado da história da Raposa, disse que conversou com o empresário do atleta, Junior Pedroso. 

“O empresário é amigo meu. Ele é empresário, inclusive, da primeira contratação que eu tentei fazer, que é o Lucas Moura. Assim que eu assumi, o Lucas estava no Paris Saint-Germain e eu tentei fazer essa contratação”, disse.

Gabriel é um jogador que está sim na pauta do Cruzeiro. Queremos reforçar o nosso grupo. Temos outros nomes também, mas a gente não vai ficar falando, para não gerar especulação”, concluiu o dirigente. 

Os números de Gabigol 

Com o gol marcado na última partida do Flamengo pela Libertadores, contra o Corinthians, jogo este que, inclusive, contou com um show de Arrascaeta, ex-Cruzeiro, Gabigol se tornou um dos dez maiores artilheiros da competição. Com 28 gols até aqui ele fecha a lista, liderada por Alberto Spencer – equatoriano – 54 gols.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.