Meia Oscar desfez suas malas para apresentação no Rio de Janeiro

O meia Oscar, formado nas categorias de base do São Paulo e revelado pelo Internacional, está atuando Shanghai Port, da China, estando longe da elite do futebol há mais de uma década, mas quer retornar ao Brasil e já desfez as malas no Rio de Janeiro para apresentação. Aos 32 anos, o jogador possui um dos maiores salários do mundo, mas está disposto a abrir mão de muito dinheiro.

Na china desde 2015, quando foi vendido pelo Chelsea, Oscar se afastou do noticiário para poder dar tranquilidade aos familiares. Com grande fortuna acumulada, o jogador pretende retornar ao Brasil e tem o Flamengo como principal concorrente na contratação. As duas partes já negociam desde 2022 e estão mantendo contatos para estabelecer entendimentos.

Caso a negociação com o Flamengo realmente se concretize, Oscar poderia retornar ao estádio do Maracanã após 11 anos. O reencontro com o estádio será histórico, já que a última partida aconteceu em junho de 2013, quando a Seleção Brasileira bateu a Espanha pelo placar de 3 a 0 na grande decisão da Copa das Confederações.

Maior salário da China e oitavo do mundo, o atacante Oscar está atuando na Asia desde 2015, mas pode estar voltando ao Brasil e já definiu quais são as suas prioridades. Com prioridade para Flamengo, Internacional e São Paulo, Oscar só assinaria com o Cruzeiro se não conseguisse fechar com as três primeiras opções.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Cruzeiro ignorou pedido de torcedor

Em entrevista no final de 2022, Sidoka contou que ainda tem esperanças de que o clube tire da gaveta um dia o projeto. “Engavetaram o processo. O ‘quem’ é foda. Eu não sei quem pôs na gaveta, porque eu até cheguei a fazer o design. Está vendo esse símbolo (marca do álbum ‘Futuruz’)? É o meu símbolo. Eu fiz uma camisa do Cruzeiro, que era azul clarinha, e esse símbolo por toda a blusa, com os patrocinadores do clube. Mandei o projeto para eles, e foi igual a música do Tim Maia: ‘Nunca mais voltou'”, contou o cantor.

Comentários estão fechados.