Marcelo Moreno movimentou 11 helicópteros e valor milionário para ajudar vítimas no Rio Grande do Sul

O atacante Marcelo Moreno, ídolo do Cruzeiro, se aposentou dos gramados no começo de abril e vem passando período como aposentado para ajudar os mais necessitados. Sabendo da gravidade das enchentes no Rio Grande do Sul, o ex-jogador movimentou 11 helicópteros e investiu vaikor do bolso para ajudar as vítimas na tragédia no Sul do Brasil.

O ex-atacante, com passagens marcantes pelo Grêmio, Cruzeiro, Vitória e Flamengo, liderou um grupo com cerca de 20 voluntários que, em menos de um mês, já movimentou 11 helicópteros e mais de R$ 5 milhões. O valor está dividido entre contratos de aeronaves e donativos as vítimas que perderam as suas casas nas enchentes.

Desde que se aposentou jogando pelo Cruzeiro, no começo de abril, Marcelo Moreno está morando com a família em Porto Alegre. A esposa, Marilisy Antonelli, nasceu na cidade de Guaíba, vizinha a capital gaúcha. Com condição privilegiada, Moreno não está abusando do seu privilégio e está ajudando o máximo possível.

Moreno já fez doações de alimentos, água, materiais de higiene e medicamentos, além de bolsas de sangue para transplantes em casos de urgências médicas. Atuando em grupo, o bonde do ex-jogador chegou a movimentar 50 toneladas de alimentos por dia. Segundo Moreno, as movimentações realizadas desde o começo dos trabalhos já ultrapassaram a marca de R$ 5 milhões.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ao todo, 475 dos 497 municípios do Estado sofreram com as enchentes e 172 mortes já foram confirmadas. O estado tem 579.457 desalojados e 37.154 pessoas em abrigos.

Comentários estão fechados.