Jornalista renomado bate o martelo e define futuro do Cruzeiro no Mineirão

Em entrevista ao Charla Podcast, o jornalista Tino Marcos, revelou conversa que teve com o dono do Cruzeiro, Ronaldo. Tino se encontrou com o Fenômeno , na última quinta-feira (30), na festa do penta, no Rio de Janeiro.

“O Cruzeiro tá pegando o Mineirão. (…) O Cruzeiro vai fechar. Eu encontrei com o Ronaldo na festa do penta [mundial da seleção brasileira] e ele falou que tá muito adiantado pro Mineirão ser do Cruzeiro”, disse o jornalista.

Esse desejo de Ronaldo já está bem claro, desde que se encontrou com o governador Romeu Zema para discutir sobre a administração do Mineirão. Porém, essa reunião, sem a Minas Arena, empresa que atualmente administra o estádio, não foi bem vista pelo diretor do Gigante da Pampulha.

O diretor comercial do Mineirão, Samuel Lloyd, em entrevista ao Superesportes, na quarta-feira (6), comentou o assunto. “Gestão compartilhada sempre foi o desejo da Minas Arena. Se a gente olhar para o plano de negócios da Minas Arena e que foi colocado pelo estado lá atrás, é intrínseco que a gente teria um operador máster no nosso estádio. A gente busca isso desde a origem”, revelou Samuel.

Lloyd ainda falou dos compromissos sendo o operador do estádio. “Assume 100% das responsabilidades. Direitos e deveres do contrato de concessão. Ele tem que ter a manutenção corretiva. O Cruzeiro, quando vai jogar no Mineirão, aquele custo que olha é daquela partida, daquele dia (…) O que você assume de responsabilidade quando você é um operador master é fazer o dia a dia funcionar”, finalizou.

Cruzeiro e Mineirão perto de acordo

Samuel Lloyd ainda revelou ao Superesportes que o estádio e o Cruzeiro estão próximos de finalizar um acordo até o fim do ano. Nesse acordo, a raposa teria os jogos da Série B garantidos, exceto em datas que já estão bloqueadas, para outros jogos e eventos.

“Decidimos que vamos assinar, este ano, um contrato até o fim do ano para que possa negociar qual vai ser a forma de participação do Cruzeiro no Mineirão, seja com gestão compartilhada, seja com apenas jogos de futebol ou com projeto audacioso”, explicou.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.