Empresário abre o jogo e faz grande revelação sobre caso de Fernando Henrique no Cruzeiro

Cruzeiro e Grêmio já tinham um acordo praticamente fechado sobre o empréstimo do volante Fernando Henrique. O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, já tinha até liberado o atleta e seu staff, para viajar a capital mineira e acertar os últimos detalhes.

O empresário do atleta, Marcelo Pacheco, falou sobre a situação. “Cumprir o acordo e jogar no Cruzeiro é a vontade dele. Não cogito a possibilidade. Não tem clima para voltar para o Grêmio”, disse em contato ao Globo Esporte.

Além disso, Marcelo não gostou da atitude da diretoria gremista, que segundo ele, não houve comunicação entre as partes. O empréstimo já estava acertado até o fim de 2023, com opção de compra em dezembro de 2022 e 2023.

“A ida do Fernando para o Cruzeiro daria para ele uma projeção que não vinha tendo. Sem contar o planejamento que o Cruzeiro tem, a valorização de imediato que já ocorreria. Não falaram nada, não me atenderam, não me responderam. (…). Postura inadequada para um clube como o Grêmio. Estava tudo alinhado, faltavam trocar documentos e voltaram atrás”, disse.

Pedro Castro e Waguininho

A janela de transferências do Cruzeiro segue muito movimentada, tanto em saída, quanto em chegada de atletas. Os nomes da vez são do volante Pedro Castro e do atacante Waguininho, que não estão sendo relacionados por Pezzolano.

Pedro Castro, que tem contrato até o final de 2024, está bem atrás na disputa por um lugar no meio campo. Filipe Machado e Adriano, além dos titulares Neto Moura e William Oliveira estão na frente do jogador de 29 anos.

Já o atacante Waguininho, que tem contrato até o final de 2024, já possui 6 jogos pelo clube celeste na Série B e caso entre em campo mais uma vez, não poderá defender outro clube na competição. O atacante não é relacionado a duas partidas.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.