Jornalista bate o martelo e crava Ricardo Goulart longe do Cruzeiro

Inevitavelmente, a situação de Ricardo Goulart no mercado da bola tem sido o assunto de maior destaque no Cruzeiro. As especulações começaram quando o atleta anunciou a rescisão de contrato com o Santos. Depois disso, foi publicamente veiculado que a Raposa teria feito o primeiro contato para compreender os trâmites da situação. 

O Cruzeiro buscou informações a respeito de salários e condições físicas do atleta, que não vinha tendo muitos minutos em campo pela equipe paulista. Goulart também sofreu com uma grave lesão em 2019, mas, de acordo com o próprio atleta, está 100% recuperado.

Mas fato é que há uma discrepância abissal entre a realidade celeste e um desejo inicial de Ricardo Goulart. No Santos, por exemplo, o jogador recebia R$500 mil por mês. De acordo com o jornalista Samuel Venâncio, a contratação está muito longe de acontecer. 

Goulart cabe no sonho do Cruzeiro?

Sabe-se que a SAF do Cruzeiro não fará, sob hipótese alguma, uma contratação marqueteira. Desta forma, para Ricardo Goulart ser um jogador da Raposa no restante da temporada, as condições entre as partes precisam se alinhar. Isto é, o atleta teria que aceitar uma brusca redução salarial. 

Outro fator analisado pela Raposa é a condição física do atleta. Em suas duas passagens pelo futebol nacional depois de ter deixado o Cruzeiro, Goulart não conseguiu se firmar nos times. Nesta temporada, teve um bom começo com a camisa do Santos, mas caiu de produção.

Vale lembrar, no entanto, que Goulart já cumpriu sete jogos no Brasileirão por uma equipe e, justamente por isso, não poderá reforçar nenhum outro clube da Série A. Desta forma, ou o atleta buscará um clube da Segunda Divisão (Cruzeiro e Bahia têm interesse), ou tentará um mercado fora do país. 

Com a camisa celeste, Goulart disputou mais de cem partidas e marcou 38 gols. Ídolo do Cruzeiro, o atacante fez parte do time que conquistou os Campeonatos Brasileiros de 2013 e 2014, com um futebol que encantou o Brasil

A favor da verdade, a Raposa era comandada por Marcelo Oliveira. Além disso, o Cruzeiro guarda algumas cartas na manga para usar nas negociações, caso assim pareça favorável para ambas as partes. 

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.