5 motivos para Ricardo Goulart fechar com o Cruzeiro

Ídolo celeste, Ricardo Goulart está livre no mercado, após oficializar a rescisão com o Santos. Ao que tudo indica, o meia-atacante, de 31 anos, despertou o interesse da equipe do Cruzeiro, que já estuda a possibilidade de trazê-lo para reforçar o elenco no restante da temporada. 

A sugestão, apesar de ter sido recebida com bons olhos pela gestão do time mineiro, precisa ser avaliada, uma vez que no atual parâmetro de salário do jogador, a contratação seria, no mínimo, improvável. Mas fato é que a SAF do Cruzeiro não fará movimentos impensados. 

Os trunfos celestes a serem lançados à mesa

A equipe estrelada conta com algumas cartas na manga para cativar a vinda do jogador. A primeira delas, e nem poderia ser diferente, é a identificação de Ricardo Goulart com o Cruzeiro. Bicampeão Brasileiro com a Raposa em 2013 e 2014, o meia-atacante é ídolo da torcida celeste, tendo feito parte de um dos períodos mais vitoriosos da história do clube. 

Além disso, há também o requinte de Goulart ser o camisa 10 do projeto de Ronaldo à frente do Cruzeiro. Com um time bem estruturado em campo, o meia-atacante facilmente se adaptaria ao estilo de jogo de Pezzolano. Líder da Série B do Brasileiro, o time mineiro caminha a passos largos rumo ao acesso à elite do futebol nacional.

E por falar na Série A do Campeonato Brasileiro, este seria o terceiro catalisador para a vinda de Ricardo Goulart ao Cruzeiro. Isso porque, por já ter feito sete partidas pelo Santos, o atleta não pode mais atuar na primeira divisão durante esta temporada. Tanto assim que, além do Cruzeiro, o Bahia, que também atua pela Série B, demonstrou interesse no meia. 

Como se não bastasse, um quarto fator que poderia facilitar a contratação de Ricardo Goulart pelo Cruzeiro é que Pedro Lourenço, dono da rede Supermercados BH, anunciou que estaria disposto a ajudar a Raposa financeiramente na busca por um camisa 10.

Por fim, há também um outro trunfo extracampo. Ronaldo, dono de 90% das ações da SAF do Cruzeiro, tem uma amizade com o empresário de Ricardo Goulart, Paulo Pitombeira. Esta ligação poderia facilitar em uma possível vinda do atleta ao clube mineiro.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.