Há 25 anos, Cruzeiro dava o primeiro passo rumo a conquista da América

Presença constante na maior competição do continente, o Cruzeiro conquistou a América em duas oportunidades, a última delas aconteceu 25 anos atrás. No dia 6 de agosto de 1997, a Raposa entrava em campo para a primeira partida da final contra o Sporting Cristal, do Peru. Na ida, o clube celeste conseguiu segurar o empate sem gols em Lima, deixando para decidir no Mineirão.

Em Belo Horizonte, o gol de Elivélton aos 30 minutos da segunda etapa coroou a campanha celeste e deu o título da Libertadores para a Raposa, 21 anos depois da primeira taça. Com um formato parecido com o atual, a Raposa já tinha encontrado com o clube peruano na fase de grupos, na fase inicial foram dois jogos com uma vitória e uma derrota.

Conquista da América e histórico do Cruzeiro na Libertadores

No caminho do bicampeonato da Libertadores, o Cruzeiro passou na segunda colocação em um grupo complicado com Grêmio, Alianza Lima e Sporting Cristal, adversário daquela final. Já na fase de mata-mata a Raposa teve El Nacional, Grêmio e Colo Colo no caminho até a grande final, decidida com um único gol nos 180 minutos.

O título acabou com um jejum de 21 anos desde a primeira conquista em 1976, quando conseguiu a impressionante marca de uma média superior a 3 gols por partida. Ao todo o Cruzeiro soma 16 participações, chegando em quatro finais, terminando com o vice em 1977 e em 2009, ambos saindo derrotado por Boca Juniors e Estudiantes, respectivamente.

Outra marca importante do clube celeste foi de nunca na história ter caído na primeira fase. Na última participação da La Bestia Negra na maior competição do continente, o clube mineiro teve a melhor campanha na fase inicial mas caiu diante do River Plate nas oitavas.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.