Ex-treinador do Cruzeiro pode deixar clube da Série B

Com forte identificação com o Cruzeiro, Adílson Batista retornou ao futebol nesta temporada depois de ficar afastado se recuperando de um ataque cardíaco. Agora a frente do Londrina, o ex-treinador da Raposa faz um belo trabalho pelo clube paranaense, atual sétimo colocado, nove pontos atrás do Vasco que fecha o G4.

O bom desempenho apresentado no comando do Londrina despertou o interesse de clubes da primeira e da segunda divisão, mas Adílson Batista já disse em entrevista que pretende permanecer no clube paranaense até o fim da temporada.

Da quase conquista da América ao rebaixamento inédito do Cruzeiro

A primeira passagem de Adílson Batista na Toca da Raposa começou no final de 2007, chegando no lugar de Dorival Júnior e ficando até o meio de 2010. Em pouco mais de dois anos de trabalho, o treinador foi bicampeão mineiro, goleando o rival nas duas finais, e levou a Raposa a final da Libertadores mas o título escapou na final contra o Estudiantes.

Já no retorno ao clube, o técnico assumiu uma missão quase impossível, livrar o Cruzeiro na reta final do Brasileirão de 2019. Faltando apenas três jogos, Adílson assumiu a responsabilidade sem sequer acertar salário, respeitando a realidade que o clube enfrentava e enfrenta até hoje. Infelizmente a queda foi inevitável, mas o treinador seguiu no clube.

O treinador começou a temporada de 2020 disposto a devolver o clube de onde nunca deveria ter saído, mas os resultados no estadual encerraram a passagem de Adílson Batista. Mesmo com um trabalho questionável, o carinho e a transparência do técnico, que também vestiu o manto nos tempos de jogador, pelo Cruzeiro sempre foram uma marca quando esteve na Toca da Raposa.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.