Grandes capitães da história do Cruzeiro Esporte Clube

O Cruzeiro Esporte Clube foi fundado em 2 de janeiro de 1921, em Belo Horizonte, se tornando um dos maiores clubes do futebol mundial. Bicampeão da Libertadores, tetracampeão do Brasileirão e hexacampeão da Copa do Brasil, a Raposa ostenta grande capitães que marcaram época e serão para sempre lembrados na memória dos cruzeirenses.

Alguns dos capitães são sempre lembrados pelos torcedores, como Piazza, líder da equipe no Brasileirão de 1966, quando a equipe venceu a Taça Brasil, e na Libertadores de 1976. Nascido no dia 25 de fevereiro de 1943, em Ribeirão das Neves (MG), Wilson Piazza foi um grande volante, que marcou época e está no rol de grande ídolos do Cabuloso.

Outro grande capitão foi Geraldão, que liderou a equipe na temporada de 1984, que ainda é próximo da Raposa e esteve presente na Toca da Raposa nesta semana a convite de Pedro Lourenço. Natural de Governador Valadares, Geraldo Dutra Pereira iniciou sua trajetória do Cruzeiro ainda adolescente, aos 12 anos, em 1975.

Também ídolo da Raposa, outro capitão foi Adilson Batista, que comandou a equipe no Campeonato Mineiro de 1990. Agora trabalhando dentro do clube, Adilson foi contratado por Pedro Lourenço para ser o coordenador das categorias de base. O profissional estava no Amazonas disputando a Série B e abandonou a função após chamado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O último grande capitão a ser lembrado é Paulo Roberto, líder da equipe na Copa do Brasil de 1993. Nascido no dia 27 de janeiro de 1963, em Viamão (RS), Paulo Roberto foi campeão por onde passou. Pelo time mineiro, Paulo Roberto manteve a fama de pé-quente. O lateral foi essencial nas campanhas vitoriosas da Supercopa da Libertadores 91/92, Mineiro de 92 e Copa do Brasil de 93.

Comentários estão fechados.