Milito não quis treinar o Cruzeiro, agora ficou sem Hulk e Paulinho no Atlético

O técnico Gabriel Milito, do Atlético-MG, recusou proposta do Cruzeiro no final de 2023, querendo trabalhar em um projeto sólido, mas agora vê a Raposa fazer grandes contratações, mirar um futuro de glórias e o cenário no Galo é devastador. Sem querer atuar no maior de Minas Gerais, o treinador não vai poder contar com Hulk e Paulinho, principais jogadores da equipe, nos próximos jogos.

Na última segunda-feira (17), o Atlético-MG perdeu por 4 a 0 para o Palmeiras, na Arena MRV. Além do resultado negativo, o treinador ainda perdeu Hulk, que foi expulso e está suspenso para o próximo jogo, que acontece nesta quinta (20), contra o Vitória, no Barradão, às 18h30, em Salvador. Paulinho tomou o terceiro cartão amarelo e também está de fora.

Sem contar com os dois principais jogadores da equipe, Milito vai precisar superar dificuldades, já que o aproveitamento da equipe sem a dupla cai drasticamente. Em 2024 os dois já marcaram 19 gols, sendo 10 de Paulinho e nove de Hulk, 38% dos tentos da equipe. Em participações de gols, a dupla participa de 56%, número elevadíssimo.

O Atlético está na décima colocação do Brasileirão, com 13 pontos e vai precisar superar as ausências para não emplacar a segunda derrota seguida. A tendência é que Alan Kardec e Cadu sejam os escolhidos para começarem entre os titulares.

Cruzeiro tem meta ousada para 2024

Em sexto lugar na tabela com 17 pontos, o Cruzeiro venceu o Fluminense por 2 a 0 e mira meta da diretoria. Sonhando com torneio internacional, a Raposa definiu que o objetivo do ano é conseguir vaga na Libertadores.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Edu Dracena, diretor-técnico do Cruzeiro, concedeu entrevista recentemente e contou que os reforços já contratados vão servir para ajudar o clube a atingir metas estabelecidas para a temporada. Em declaração, Dracena contou que a meta da equipe é conseguir vaga na Copa Libertadores do ano que vem. Em 2023, o Cruzeiro terminou o Brasileirão em 14°, tendo vaga na Sul-Americana.

“O Cruzeiro está se reforçando nesta janela do Campeonato Brasileiro, porque a gente sabe que precisa. É campeonato longo, desgastante, a gente precisa de elenco, trazendo jogadores para potencializar os jovens que temos no elenco para que consigamos ficar na frente da tabela e quem sabe buscar uma vaga para a Libertadores no ano que vem”, disse Dracena.

Comentários estão fechados.