Matheus Pereira joga responsabilidade para permanência nas costas de gestor do Cruzeiro

O meia Matheus Pereira está jogando no Cruzeiro por empréstimo vindo do Al-Hilal, da Arábia Saudita, até junho de 2024, quer continuar no clube e acabou jogando a responsabilidade nas costas de gestor do Cabuloso. Em grande fase sob o comando de Nico Larcamón, o meia já está em conversas para ser negociado em definitivo, mas vai precisar abrir mão de um bom dinheiro.

Depois da vitória contra à Tombense, Matheus Pereira deu entrevista e colocou nas costas de Pedro Martins a responsabilidade de fazer a compra. No contrato do jogador está fixado valor de 12 milhões de euros (cerca de R$ 64 milhões) para compra-lo.

“É importante falar do jogo de hoje, não gosto de olhar muito pra frente, já falei minha vontade. O Pedro (Martins) também disse que dependeria muito dos meus rendimentos, aí tem que perguntar pra ele se está valendo a pena, se ele pode me contratar ou não. Ele já sabe minha vontade, parabéns pro grupo que conseguiu essa vitória hoje e é isso”, falou o jogador.

Em nove jogos disputados nesta temporada, Matheus Pereira marcou um gol e deu cinco assistências. Principal jogador do time de Nico Larcamón, o meia teve papel fundamental na classificação para a final do Campeonato Mineiro.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Pedro Martins, em resposta à Matheus Pereira, comentou da fala do jogador e analisou o mercado de transferências. “A gente quer fazer a escolha correta, a gente não vai sair tomando qualquer decisão só por trazer jogador por trazer. A gente prefere esperar, avaliar o mercado, se não for nesta janela, a gente pode fazer na janela de julho, mas para que a gente consiga trazer a pessoa certa sem necessariamente sair acelerando etapas de maneira desnecessária”, disse Martins.

Comentários estão fechados.