Jornalistas criticam o Cruzeiro e deixam Ronaldo furioso

Ronaldo Fenômeno anunciou a compra de 90% das ações do Cruzeiro no dia 18 de dezembro de 2021, pelo montante total de R$ 400 milhões. A Raposa é o primeiro clube-empresa no Brasil a usar o modelo Sociedade Anônima do Futebol (SAF), desde que foi aprovado pelo Congresso Federal no ano passado.

Após 86 dias da assinatura oficial do contrato de compra, Ronaldo exige novos ajustes e discute assuntos fundamentais para se tornar dono em definitivo do clube. Uma das principais exigências, seria a compra das Tocas da Raposa I e II.

Após detalhes do documento serem divulgados pelo GloboEsporte, os jornalistas Rodrigo Capelo e Milton Leite demonstraram insatisfação sobre o trabalho da XP Investimentos na construção do vínculo entre o ex-jogador e a equipe mineira.

Em Em live realizada em seu canal na Twitch, plataforma de streaming, o Fenômeno demonstrou insatisfação em relação aos comentários realizados sobre a venda do clube celeste.

“Quando falam também da proposta ser baixa, acho que não estou vendo ninguém falar, quer dizer, a torcida está em peso com a gente, mas os comentaristas só estão vendo o lado do dinheiro. Dinheiro é importante? É. Nós vamos aportar, gerar novas receitas, fazer tudo direitinho. Mas os comentaristas estão deixando de falar sobre o que eu aporto ao clube”.

Ronaldo ainda aproveitou para se dirigir diretamente ao Rodrigo Capelo, jornalista especializado em finanças do futebol.

“Eu tô vendo ele todo técnico, falando um monte de coisa, tal, mas ele não tá avaliando qual é a minha parte que entra nesse negócio também. Ele não tá botando publicamente a opinião dele sobre o que eu represento, o que eu posso trazer pro clube, enfim. Era bom ele também se explicar em relação a isso também, porque parece que aqui eu não estou aportando nada, né? Que eu só fiz uma proposta baixa, e que eu não valho nada. É isso? Na opinião dele”.

Críticas Para Ronaldo

Confira abaixo o que disseram Milton Leite e Rodrigo Capelo:

  • Rodrigo Capelo
    “A associação está disposta a vender os seus imóveis, não tem garantias financeiras, tem que lidar com passivo sozinha, apenas com os 20% repassado pela SAF, que é o que diz a lei, e agora ela passa os CTs para a SAF mediante novo acordo tributário. Nenhuma das condições é benéfica para quem está vendendo o bem, que é a associação civil. E essa nota da XP faz esse joguinho de palavras falando que está desatualizado, mas lá atrás, quando o acordo foi iniciado, ‘era compra, era oferta vinculante, era festa e champanhe’. Hoje, que os termos foram divulgadas, agora é só um ‘acordo preliminar’”
  • Milton Leite
    “A diretoria agiu muito mal, a XP claramente agiu em prol do comprador e não em prol do vendedor. Quando você vai vender um apartamento, a comissão quem paga para o corretor é o vendedor. Eu que procuro o corretor para vender para mim. E uma porcentagem da venda vai para o corretor, e ele sempre tem interesse de vender por mais, porque ele ganha a comissão”

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.