Goleiro Bruno e seu filho acertaram para jogar em times da Série A

O goleiro Bruno, afastado do futebol após ficar preso por quase 13 anos acusado de matar a ex-namorada Eliza Samúdio, se juntou com o seu filho e ambos acertaram para jogar em times de Série A. De forma surpreendente, os fãs de futebol ficaram sabendo da notícia e buscaram entender como isso vai funcionar.

Atualmente com 39 anos, Bruno está afastado do futebol e teve carreira promissora até ser preso, jogando por Atlético-MG, Corinthians e Flamengo. O filho, que está com 14 anos, também está caminhando para ser goleiro e já está vinculado a equipe de Série A. Com 1,82m, o jovem acertou com o Athlético-PR e vem atuando nas categorias de base da equipe paranaense.

Em entrevista recente, Bruno contou que por pouco não voltou a jogar em 2017 quando foi solto por um período. “Eu saí de habeas corpus em 2017 querendo ficar mais em casa com a minha família e nem pensava em voltar a jogar futebol. Comecei a receber várias ligações, convites de clubes. Do nada apareceu uma ligação do Rio de Janeiro e eu atendi, era o Eurico Miranda me fazendo a proposta para ir para o Vasco”, revelou o ex-goleiro.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Sem conseguir jogar, Bruno perdeu o padrão de vida alto que tinha e chegou a pedir auxílio emergencial ao governo durante a pandemia de Covid-19. “É verdade. A gente passou uma crise, eu estava desempregado e veio a questão das minhas filhas, para poder comprar alguma coisa. Não é mentira não”, disse Bruno

Comentários estão fechados.