Globo abre o cofre e decide mandar quase R$ 100 milhões ao Cruzeiro

A temporada de 2023 ficou marcada pela volta do Cruzeiro à Série A do Brasileirão após três anos longe de casa. O ano não foi dos melhores, mas, no final das contas, deu tudo certo: a Raposa assegurou sua permanência na elite nacional e, de quebra, ficou com uma vaga na Sul-Americana de 2024. 

Como se sabe, as conquistas desportivas representam ao clube um alívio financeiro e uma chance para ser mais “audacioso” no mercado da bola. Para se ter apenas uma ideia, no ano passado, a Globo pagou quase R$ 100 milhões ao Cruzeiro pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. Ao todo, a emissora desembolsou cerca de R$ 2,1 bilhão. A informação é do jornalista Allan Simon, do UOL.

Como a Globo faz a divisão?

Vale destacar que, atualmente, o dinheiro do Brasileirão na TV é distribuído da seguinte forma: valores referentes a TV aberta e TV paga são divididos em três blocos seguindo a lógica 40/30/30. Isto é, 40% é repartido em partes iguais para todos os clubes, 30% do valor de acordo com o número de jogos que foram transmitidos, e os outros 30% em premiação de acordo com a colocação no torneio .

Apesar do valor recebido pelo Cruzeiro ser vistoso, é preciso ressaltar a discrepância abissal em relação ao primeiro lugar da lista, que é o Flamengo. Para se ter uma ideia, ao passo que a Raposa recebeu R$ 98,5 milhões, o Rubro-Negro desembolsou R$ 275,2 milhões. O segundo lugar foi o Corinthians, que teve direito a R$ 187,2 milhões pelo Brasileirão do ano passado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Confira a lista completa:

1 – Flamengo (R$ 275,2 milhões)
2 – Corinthians (R$ 187,2 milhões)
3 – Grêmio (R$ 170,1 milhões)
4 – Palmeiras (R$ 162,6 milhões)
5 – Atlético-MG (R$ 121,2 milhões)
6 – Botafogo (R$ 112,5 milhões)
7 – São Paulo (R$ 111,7 milhões)
8 – Fluminense (R$ 105,7 milhões)
9 – Internacional (R$ 105,5 milhões)
10 – Cruzeiro (R$ 98,5 milhões)
11 – Vasco (R$ 97,6 milhões)
12 – Red Bull Bragantino (R$ 85,8 milhões)
13 – Fortaleza (R$ 73,6 milhões)
14 – Bahia (R$ 72,1 milhões)
15 – Cuiabá (R$ 66 milhões)
16 – Santos (R$ 64,2 milhões)
17 – Coritiba (R$ 49,9 milhões)
18 – Goiás (R$ 49,4 milhões)
19 – América-MG (R$ 42,8 milhões)
20 – Athletico (R$ 41,8 milhões)*

Comentários estão fechados.