Cruzeiro não deixa a poeira baixar e responde o Santos após ameaça

O Cruzeiro está realizando contratações na gestão de Pedro Lourenço, fechou com Kaio Jorge, formado na base do Santos, e recebeu ameaças na última segunda-feira (17) por cláusula contratual de preferência, onde o clube da Vila Belmiro diz não ter sido notificado e promete levar a situação para a justiça. Por meio de nota, a Raposa explicou as suas razões e disse não ter nada a ver com a história.

No comunicado divulgado nas redes sociais, o Cruzeiro disse não ter nada a ver com a situação, já que o caso está entre Santos e Juventus. “O Cruzeiro informa que não tem conhecimento e não é parte envolvida no contrato firmado entre Santos e Juventus, na negociação dos dois clubes para a transferência do atleta Kaio Jorge, em 2021. Desta forma, o Cruzeiro não possui legitimidade para figurar na relação contratual havida entre as partes, e está seguro que não pode ser envolvido nesta discussão, que diz respeito exclusivamente aos clubes em questão.”, disse o Cruzeiro em nota.

Em comunicado, o Santos afirmou que notificou o Cruzeiro e a Juventus sobre a situação e aguarda resposta para tomar as próximas medidas.

“O Santos FC aguarda a manifestação das partes para a apresentação de eventual demanda à Fifa. A Juventus anunciou oficialmente em seu site a negociação do atleta ao clube brasileiro no dia 11 de junho de 2024. Simultaneamente, o clube mineiro confirmou a transação pelos canais oficiais. O jogador foi vendido pelo Santos ao clube italiano em agosto de 2021 por 3 milhões de euros. No contrato de venda, consta expressamente uma cláusula de preferência ao Santos, em caso de qualquer negociação.”, disse o comunicado do Peixe.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Comentários estão fechados.