Copa América será divisora de águas para James Rodríguez no São Paulo

O meia James Rodríguez, do São Paulo, está vivendo maus momentos no clube paulista, não vem tendo minutos nos últimos meses e pode dar adeus em breve. Convocado para a Seleção da Colômbia, o desempenho do jogador na Copa América de 2024 será um divisor de águas para o futuro do jogador, que vai precisar mostrar serviço.

Vivendo novo momento com o treinador Luís Zubeldía, que assumiu a vaga de Dorival Júnior, que foi à Seleção Brasileira, James vem sendo observado internamente pela direção do clube e pode ter última chance na Copa América, quando vai precisar mostrar que ainda tem condições de atuar em alto nível e brigar por posição no elenco paulista.

Fora dos planos do técnico Luis Zubeldía, que só o colocou em campo por poucos minutos no clássico contra o Palmeiras, o meio-campista também quer ser negociado, mas valores em aberto e falta de sondagens dificultam a saída. James está com 32 anos, tem contrato até o meio de 2025 e nunca conseguiu se firmar na equipe.

Em entrevista recente, Zubeldía explicou as razões para não ter aproveitado James. “Uso quem me parece que tenho que usar e ponho quem acho que tenho que colocar. Nada pessoal com nenhum jogador. Estamos pensando partida a partida os jogos do São Paulo. E a partir do que vejo tomo a decisão que considero melhor para a equipe, não mais que isso”, afirmou o treinador.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Com salário na casa de R$ 1 milhão por mês, James não vem sendo aproveitado. O jogador colombiano vem tendo dificuldades para se firmar nas últimas equipes.

Comentários estão fechados.