Chefão do Cruzeiro mostrou humildade e decidiu ajudar o Atlético

O Chefão do Cruzeiro, Pedro Lourenço, está no comando do clube desde o final de abril, é um empresário de muito sucesso no Brasil e já mostrou ter grande humildade ao deixar a paixão esportiva de lado para ajudar o Atlético-MG. Se esquivando da rivalidade, Pedrinho revelou em entrevista como fez para ajudar nas nas finanças.

Em declaração, Pedrinho revelou que foi o intermediador do acordo da empresa Vilma com o Galo, que também patrocina o Cruzeiro. Do ramo alimentício, a Vila fechou patrocínio com o Cruzeiro no dia 9 de maio e no dia seguinte assinou com o Atlético.

“Quando assumimos, a Vilma chegou para mim e disse que queria voltar. Eles falaram que também tinham a ideia de colocar no Atlético. Eu peguei o telefone, liguei para o Sérgio [Coelho], presidente do Galo, e falei: ‘Atende aí o pessoal da Vilma, porque eles também querem levar a marca pro Atlético’”, disse Pedro Lourenço.

Ainda na declaração, Pedro entendeu que além da rivalidade é importante para os dois clubes trabalharem juntos para o crescimento geral do futebol de Minas Gerais. “Com a minha vinda para o Cruzeiro, eu vou abrir outras portas para o Atlético. Eu tenho o maior respeito pela torcida do Atlético, pelas pessoas do Atlético, e vamos fazer um trabalho juntos, se Deus quiser, muito legal”, completou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“A rivalidade entre Cruzeiro e Atlético eu quero ter dentro do campo. Fora do campo, não, eu me dou super bem, quero continuar assim. Agora, quando for jogar dentro das quatro linhas, nós vamos ver quem tem mais gordura para queimar”, finalizou.

Comentários estão fechados.