Valor que o Cruzeiro gastou por dia com Rogério Ceni assusta qualquer um

Rogério Ceni teve uma curta e traumática passagem pelo Cruzeiro em 2019, ano em que o clube acabou sendo rebaixado à Série B do Brasileirão. Em favor da verdade, o treinador não durou muito tempo no cargo, mas custou caro aos cofres celestes. 

Para se ter uma ideia, Rogério Ceni ficou apenas 46 dias na Toca da Raposa e não resistiu à crise no vestiário. Foi demitido pela diretoria com oito jogos e somente duas vitórias. Vale dizer que naquela altura do campeonato nem Guardiola poderia salvar o time. 

Rogério Ceni custou R$ 76 mil por dia ao Cruzeiro

Como mencionado, Rogério Ceni ficou 46 dias no Cruzeiro. Para tirar o comandante do Fortaleza, o Cruzeiro teve que arcar com uma multa rescisória no valor de R$ 1 milhão. Além disso, o clube mineiro ofereceu ao treinador um salário de R$ 460 mil por mês. No entanto, por conta da demissão, recebeu “apenas” um salário e meio R$ 690 mil.

Aliás, a demissão foi o ponto mais caro de todos, já que a multa era de R$ 1,8 milhão, o que representava quatro meses de seu salário. Somando todas as taxas, o Cruzeiro “gastou” R$ 3,49 milhões para ter Rogério Ceni no clube por 46 dias. Fazendo as contas, o treinador custou ao clube 76 mil reais a cada 24 horas. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por outro lado, vale destacar que, após deixar o Cruzeiro, Rogério Ceni afirmou em mais de uma oportunidade que nunca recebeu um centavo sequer da Raposa. O treinador destacou que sequer foi procurado pela gestão de Sérgio Santos Rodrigues para conversar sobre a dívida.

“Eu paguei para trabalhar no Cruzeiro, é bom esclarecer isso. Eu gastei muito dinheiro para ir para Minas e nunca recebi um centavo por um dia de trabalho até hoje”, disse, em 2020.

Comentários estão fechados.