Revelado motivo que fez Rivaldo deixar o Milan e assinar com o Cruzeiro

O ex-jogador Rivaldo, campeão da Copa do Mundo de 2002 pela Seleção Brasileira, teve rápida passagem pelo Cruzeiro em 2004 após deixar o Milan, na Itália. Em movimentação surpreendente de mercado, o atacante brasileiro foi contratado após pedido de Luxemburgo, mas durou pouco jogos e foi embora sem deixar tantas saudades.

Contratado para o Milan com grande expectativa depois da Copa do Mundo, Rivaldo não conseguiu atingir as expectativas e deixou a equipe após ter problemas com treinador. Carlo Ancelotti, que teve dificuldade para encaixar Rivaldo em sua equipe desde o começo, tentou contornar a situação, mas foi irreversível.

A história foi contada no livro do treinador, onde o italiano conta que, antes de uma partida contra o Modena, em setembro de 2002, chamou Rivaldo para dizer que ele seria relacionado pela primeira vez, mas ficaria no banco de reservas. Rivaldo não gostou, afirmando que “Rivaldo nunca ficou no banco”.

Com altos e baixos na equipe, Rivaldo rompeu o contrato com o Milan no final de 2003, assinando com o Cruzeiro em janeiro de 2004. A pedido de Luxemburgo, o meia topou o desafio, mas quando o treinador deixou o clube, o ex-jogador pediu para ir embora.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Hoje as pessoas olham a história do Rivaldo no Cruzeiro e olham como um fracasso pelo tempo que eu fiquei, mas não vejo por esse lado. Foi pouco tempo, fui campeão Mineiro e joguei algumas partidas. Mas é claro que se eu ficasse até o final da temporada, poderia ter tido uma história melhor”, disse Rivaldo em entrevista recente.

Comentários estão fechados.