Relembre a passagem de Keké pelo Cruzeiro

O Cruzeiro volta a campo neste sábado, 06 de agosto, para encarar o Tombense, em jogo válido pela 22ª rodada da Série B do Brasileirão. A partida será mais uma das decisões do clube estrelado até sacramentar o acesso à elite do futebol nacional. 

Líder da competição, o Cruzeiro vai receber o quinto colocado da tabela, isto é, o primeiro clube fora da zona de classificação à Série A. Atualmente, 14 pontos separam as equipes. Portanto, uma vitória celeste dará à Raposa a chance de terminar a rodada com 17 pontos de margem para os times fora do G4. 

Para isso, além de, é claro, ter que vencer o Tombense, o Cruzeiro precisará torcer para um tropeço do Londrina, que joga fora de casa contra o Novorizontino, também no sábado. Uma vitória estrelada também ampliará a margem da Raposa em relação ao segundo colocado. 

O jogo, no papel, pode parecer favorável ao Cruzeiro, que, atuando como mandante na Série B, ainda não perdeu pontos. São dez jogos e dez vitórias até aqui. O Tombense, por sua vez, só ganhou uma vez longe da sua torcida na competição. 

Para fazer valer seu mando de campo, o capitão do Cruzeiro, Eduardo Brock, que, inclusive, volta de suspensão para a partida contra o Tombense, convocou a torcida a comparecer. A nação azul já deu o recado. Até a noite da última quinta-feira (04), mais de 30 mil ingressos já tinham sido vendidos.

Contudo, o Cruzeiro terá que superar o adversário da superstição. Dois ex-atletas do clube estarão em campo vestindo as cores do Tombense. Por isso, toda ajuda é bem-vinda para evitar a famigerada e, nesse caso, assombrosa Lei do Ex. 

Os números de Keké pelo Cruzeiro

Um desses jogadores que já passaram pelo Cruzeiro e hoje estão no Tombense é o atacante Keké. Apesar de ter tido poucas oportunidades na Raposa, ele se tornou titular na equipe de Tombos e deve estar em campo no próximo sábado. 

Keké atuou apenas quatro vezes pelo Cruzeiro na Segunda Divisão do ano passado, sempre entrando no segundo tempo. Foram 17 minutos contra o Guarani, 35 minutos diante do Coritiba, 11 minutos no duelo com o Botafogo, e dois minutos perante o Vila Nova, na 33ª rodada. Uma lesão impediu que o atleta tivesse mais chances na Raposa.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.