PVC chega com o pé na porta para detonar atitude do Cruzeiro

O jornalista Paulo Vinícius Coelho não mediu palavras para criticar a decisão tomada pelo Cruzeiro de demitir o técnico Nicolás Larcamón. O comandante argentino deixou o clube após a derrota no clássico para o Atlético-MG na final do Campeonato Mineiro.

Anunciado pelo Cruzeiro em 20 de dezembro do ano passado, Larcamón comandou o time em 14 jogos. Ao todo, foram sete vitórias, quatro empates e três derrotas. Isto é, um aproveitamento de 59%. Porém, a equipe sofreu duros golpes neste início de temporada.

PVC detona gestão do Cruzeiro

O Cruzeiro, por exemplo, foi eliminado na primeira fase da Copa do Brasil para o Souza. Além disso, como mencionado, a Raposa perdeu o título do estadual para o Atlético-MG, mesmo tendo a vantagem na decisão e aberto o placar na partida de volta, no Mineirão, diante de mais de 61.000 torcedores.

O fato é que o Paulo Vinícius Coelho não concordou com a decisão da diretoria de demitir treinador. de acordo com o comentarista, a mudança no comando técnico da raposa atrasa o trabalho da temporada. Além disso, ele afirmou que a medida foi tomada com base em burburinho nas redes sociais.

“A gente vê os dirigentes mais modernos errando. O Cruzeiro demitiu o técnico Nicolás Larcamón. Entende-se no Cruzeiro que o caminho do trabalho não estava bom, que ele poderia ser demitido mesmo se ganhasse o Mineiro, mas o fato é que ele perdeu a final para o Atlético e foi criticadíssimo pela alteração de tirar Mateus Vital e colocar João Marcelo, e isso representou a demissão”, disse.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em seguida, PVC destacou que a demissão de Larcamón foi mais uma durante o trabalho da SAF de Ronaldo à frente do Cruzeiro. A diretoria já havia feito o mesmo com Pepa e Zé Ricardo. 

“Não é que esteja errado, é muito fácil este tipo de solução no Brasil, é muito simples ouvir as redes sociais e demitir o treinador. Isso atrasa o trabalho. O Cruzeiro é SAF há três anos, vai para o sexto técnico em três anos, não tem como dar certo”, criticou.

Ainda em tempo, cumpre lembrar que o Cruzeiro voltará a campo nesta quinta-feira (11), às 21 horas, para encarar o Alianza, da Colômbia, no Mineirão. A partida será válida pela segunda rodada na fase de grupos da Copa Sul-Americana.

Comentários estão fechados.