Prefeitura de Betim define prazo para resposta de Cruzeiro sobre estádio

Recentemente, representantes do Cruzeiro participaram de uma reunião com a prefeitura de Betim, cidade a cerca de 30 quilômetros de Belo Horizonte, para conhecer os detalhes do projeto da construção de uma arena multiuso que poderia ser administrada pela Raposa

Ao que tudo indica, o sonho de um estádio próprio para o Cruzeiro vai ganhando ares cada vez mais concretos. No início desta semana, na tarde da última segunda-feira (27), a Prefeitura de Betim divulgou as nuances da proposta que foi enviada ao time mineiro. O clube tem 60 dias para manifestar interesse no projeto.

O que é uma carta de intenção?

De acordo com a Prefeitura, a gestão municipal da cidade será responsável por viabilizar inteiramente a construção da arena, o que envolve desde os licenciamentos do terreno, que terá 97.26 metros quadrados, às possíveis intervenções necessárias no entorno do local. 

A obra será realizada por uma empresa, ainda não revelada, de capital privado, que ficará responsável também pela manutenção do local. O custo do projeto é estimado em R$450 milhões. Os detalhes estão na Carta de Intenção que o Cruzeiro recebeu. Vale destacar que a Raposa não precisará investir na confecção da obra. 

Ainda conforme o que foi divulgado pela prefeitura de Betim, a ideia é de que a arena fique à disposição da empresa administradora por 310 dias do ano, no entanto, o Cruzeiro terá prioridade na exploração do espaço pelos outros 55 dias. 

Desta forma, uma das insatisfações do Cruzeiro com o Mineirão seria sanada. Visto que incomoda o time mineiro o fato de ter que jogar fora do estádio em função de eventos, como ocorreu diante do Grêmio, na Série B do Brasileiro. 

No comunicado, fica exposto que a área construída será de 50 mil metros quadrados, e a capacidade prevista é de 46 mil lugares. Vittorio Medioli, prefeito de Betim, no entanto, anunciou que pode haver aumento de capacidade para cerca de 50 mil espectadores.

O Cruzeiro terá, segundo o detalhamento apresentado pela Prefeitura, uma participação na bilheteria entre 70% e 80%. Vale lembrar, por fim, que o estádio estaria situado a cerca de dez quilômetros de onde vem sendo erguida a arena do Atlético-MG

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.