Negociação que iria zerar a dívida do Cruzeiro foi simplesmente cancelada

A questão orçamentária do Cruzeiro não é um problema recente do clube. É verdade que a situação ficou desastrosa após o rebaixamento celeste em 2019. Porém, muito antes disso, a equipe já convivia com as contas em vermelho, como a maioria dos times brasileiros. 

Para se ter uma ideia, o ex-dirigente do Cruzeiro, Valdir Barbosa, revelou os bastidores de uma negociação que não aconteceu, mas que, segundo ele, acabaria com a dívida do time. Para se ter apenas uma ideia, estamos falando de um caso de 2011. 

Ex-Cruzeiro, Motillo poderia ter quitado a dívida do clube

De acordo com o antigo gerente de futebol do Cruzeiro, na gestão do ex-presidente Zezé, a dívida do Cruzeiro estava na casa dos R$ 26 milhões, em 2011. O valor poderia ter sido praticamente quitado se não fosse por Gilvan de Pinhos Tavares, sucessor da presciência. 

Valdir Barbosa contou que Zezé Perrella recebeu uma proposta de R$ 22 milhões pela venda de Montillo. No entanto, Gilvan não quis negociá-lo. 

“O Perrella recebeu uma proposta de R$ 22 milhões pelo Montillo, e o Gilvan pediu pelo amor de Deus para não vender. O Zezé ia zerar a dívida do Cruzeiro”, disse. 

Se certo ou errado, o fato é que Montillo vestiu a camisa 10 do Cruzeiro e se tornou um dos grandes jogadores da história do clube. O meio-campista esteve na Toca da Raposa entre 2010 e 2012.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Destaque do elenco, o argentino carregou o Cruzeiro nas costas. Ao todo, entrou em campo em 122 partidas com as cores da camisa celeste, marcou 36 gols e anotou 10 assistências. Ele deixou a Toca da Raposa em janeiro de 2013, quando acertou sua ida ao Santos, por cerca de R$ 16 milhões. 

Comentários estão fechados.