Larcamón se manifesta após provocação pesada contra o Cruzeiro

O técnico Nicolás Larcamón soltou o verbo em sua coletiva de imprensa após a derrota do Cruzeiro para o América, no Mineirão, por 2 a 0. O treinador, claro, afirmou que o time não esteve bem em campo, mas que irá trabalhar para vencer na próxima rodada e sacramentar a vaga nas semifinais. 

De antemão, vale lembrar que o Cruzeiro voltará a campo já neste domingo (18), às 18h30, para encarar o Democrata, fora de casa. O treinador não poderá contar com Marlon, Matheus Pereira e Lucas Romero, todos suspensos. 

Não custa dizer que, após o duelo contra o Democrata, válido pela sexta rodada do Estadual, o time de Nicolás Larcamón enfrentará o Sousa pela primeira fase da Copa do Brasil. Esta partida acontecerá na quarta-feira da semana que vem, 21 de fevereiro, na casa do adversário. 

Larcamón condenou atitude de jogador do América

Larcamón também comentou sobre a confusão no final do jogo após a comemoração do segundo gol do América, marcado por Rodrigo Varanda já na reta final da partida. O adversário celebrou apontando uma arma com as mãos para os rivais em campo. 

Ao falar sobre a situação, Nicolás Larcamón deixou claro que nunca tinha visto algo parecido no futebol, mas que ainda está conhecendo a cultura do Brasil e os costumes por aqui. 

“A comemoração que vi no segundo é algo que nunca vi em campo, um jogador atirando em outro, algo muito raro. Mas estou chegando, conhecendo um pouco da cultura e sei que todos sabem, jogadores e treinadores, cometemos erros. Prefiro não falar disso”, disse.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ainda em tempo, vale citar que a provocação quase gerou uma briga interna no Cruzeiro. Isso porque ao final da partida, o lateral William foi cobrar o jovem Fernando por não ter tomado uma atitude quando Varanda passou comemorando o gol em sua frente. Tudo se resolveu.

Comentários estão fechados.