Gabriel Milito encerra ciclo no Atlético-MG após perda na Libertadores: ‘Me dói’

O Atlético-MG entrou em campo na noite da última terça-feira (14) para encarar o Peñarol, fora de casa, em jogo da fase de grupos da Libertadores. O alvinegro saiu derrotado pelo placar de 2 a 0 e, com isso, o treinador Gabriel Milito conheceu a sua primeira derrota no comando do Galo.

Antes do confronto contra os rivais uruguaios, Milito havia disputado, ao todo, 12 partidas com o Atlético. A saber, o treinador conquistou oito vitórias e quatro empates no período. Porém, como mencionado, no 13º jogo, conheceu a sua primeira derrota. 

Gabriel Miltio desabafa após encerrar ciclo no Atlético-MG

Gabriel Milito, em entrevista coletiva concedida após o jogo, comentou sobre o resultado. O técnico disse que isso servirá de aprendizado para o elenco no futuro, mas não deixou de lamentar o revés sofrido pela Libertadores. Destaca-se que o Galo já está classificado às oitavas de final. 

“Me dói perder. Me dói pelo esforço dos jogadores – sobretudo por como se deu o jogo, com dois gols de falta. O perigo era a partir do contra-ataque. Poderíamos ter feito melhor. Mas tranquilo. É bom para tirar conclusões. Não é bom perder, mas o que ocorreu é bom para tirar conclusões”, disse. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Agora não mais invicto com Milito, o Atlético-MG voltará a campo no domingo, 19 de maio, para encarar o Bahia, às 16h, na Arena MRV. A partida será válida pela sétima rodada da Série A do Brasileirão.

Ainda em tempo, o treinador tem algumas dúvidas para o confronto. A saber, o meia Gustavo Scarpa foi preservado do último jogo. O volante Otávio, por sua vez, deixou o campo ainda na primeira metade da etapa inicial e será melhor avaliado pelo Departamento Médico do clube.

Comentários estão fechados.