Ficamos sem palavras com a nova profissão escolhida pelo Goleiro Bruno

Bruno teve a sua carreira no futebol interrompida após a condenação do assassinato da modelo Eliza Samudio, em 2010. O ex-goleiro recebeu uma sentença de 23 anos de prisão por ter sido o mandante do crime que tirou a vida da mãe de seu filho. Não custa dizer que o corpo da vítima jamais foi encontrado. 

Com passagens por Atlético-MG, Corinthians e Flamengo, Bruno um dia chegou a ser cotado para vestir a camisa da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2010, mesmo ano em que foi condenado pelo assassinato. 

Em janeiro do ano passado, a Justiça do Rio de Janeiro concedeu liberdade condicional ao ex-goleiro Bruno. Grosso modo, trata-se de um sistema em que o condenado, ao invés de cumprir toda a pena encarcerado, é posto em liberdade mediante preenchimento de algumas condições. 

Bruno escolheu uma nova profissão

Vale a lembrança de que Bruno chegou a jogar bola profissionalmente após deixar a prisão. Assinou contrato com o Montes Claros, Boa Esporte, Poços de Caldas, Rio Branco, Atlético Carioca, mas pendurou as chuteiras definitivamente em 2021, aos 36 anos. Também disputou alguns jogos em torneios amadores. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Porém, no momento, o ex-jogador escolheu uma outra opção e optou por se tornar uma espécie de coach esportivo. Ele trabalha o aspecto mental de profissionais ligados a diferentes áreas nas equipes.

A nova função foi divulgada por ele mesmo através das redes sociais, onde recebeu ajuda de alguns amigos e familiares. Por outro lado, é claro, a tentativa de retornar ao mercado foi questionada por torcedores.

Comentários estão fechados.