Fã de Ronaldo Fenômeno e livre no mercado, José Mourinho aceita convite para trabalhar no Brasil

Dono de 90% das ações da SAF do Cruzeiro, Ronaldo Fenômeno certamente participou da decisão do clube em deter o técnico Nicolás Larcamón. Ao todo, o treinador comandou a Raposa em 14 jogos e, na verdade, a sua saída está relacionada aos vexames na Copa do Brasil e no Campeonato Mineiro. 

No torneio nacional de mata-mata, o Cruzeiro foi eliminado na primeira fase para o Sousa, da Paraíba. Já na decisão do Estadual, a Raposa tinha a vantagem contra o Atlético-MG, abriu o placar no jogo da volta, mas sofreu a virada e acabou ficando sem a taça. 

Agora, o Cruzeiro está em busca de um novo treinador para assumir o clube na temporada, que contará com compromissos na Série A do Brasileirão e na Sul-Americana. Apesar de ser um nome distante, José Mourinho está disposto a trabalhar no Brasil. 

José Mourinho aceita convite para trabalhar no Brasil

Grande admirador de Ronaldo Fenômeno, com quem já trabalhou ao longo de sua carreira, o português José Mourinho está livre no mercado desde que deixou a Roma, da Itália, em janeiro deste ano. Durante sua aparição no Grande Prêmio de MotoGP, em Portugal, o treinador quebrou o silêncio e comentou os próximos passos em sua carreira. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

De acordo com Mourinho, uma coisa é certa: ele quer voltar a trabalhar na beira de campo. O treinador não descartou uma vinda ao Brasil, mas deixou claro que, por ora, não há nenhuma novidade nesse sentido. “De momento, zero notícias. Não tenho clube, sou livre, mas quero trabalhar. No verão quero trabalhar. Minha vida é futebol, posso treinar em qualquer lugar. Não tenho problemas”, disse. 

O Cruzeiro voltará a campo nesta quinta-feira (11), às 21h, no Mineirão, para encarar o Alianza, da Colômbia, em jogo da segunda rodada da fase de grupos da Sul-Americana.

Comentários estão fechados.