Ex-Cruzeiro revela como superou a depressão para chegar na Premier League

Grande promessa das categorias de base do Cruzeiro, o atacante Igor Thiago não ganhou tanta notoriedade em sua passagem pela Toca da Raposa. No entanto, tão logo deixou o clube, o jogador se tornou o brasileiro se destacou. Para se ter uma ideia, o  jogador acaba de ser adquirido pelo Brentford, da Premier League, por 37 milhões de euros, cerca de R$ 198 milhões.

Acontece que o caminho do artilheiro até o Grande centro do futebol mundial não foi nada fácil durante a sua trajetória no futebol profissional, Igor Thiago teve que enfrentar grandes problemas, um deles a depressão, que quase o fez desistir do esporte. 

Ex-Cruzeiro, Igor Thiago revela mudança de chave na carreira

Como mencionado, Igor Thiago foi revelado nas categorias de base do Cruzeiro. O atacante passou por problemas ainda na base. De acordo com o atleta, a mudança para a capital mineira Foi algo muito difícil, já que precisou se afastar da família. Logo em seguida, o atleta recebeu mais uma notícia angustiante: a morte do pai.

“Foi muito difícil, porque eu estava naquele período da adolescência de querer se espelhar nele e querer ser igual a ele. Então eu senti muito, também por sair de perto da minha mãe, de ter que correr atrás dos meus sonhos”, contou. 

Igor Thiago revelou que o baque da notícia, somado aos problemas rotineiros causados pela distância da família, fizeram com que o atacante cogitasse largar o futebol e mudar de carreira. O atacante destacou que foi uma conversa com sua mãe que o fez persistir no esporte. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Um dia estava deitado no sofá descansando depois da escola. Estava trabalhando e não tinha mais forças porque tinha tentando de tudo. Minha mãe chegou em casa e falou: ‘Filho, você nunca ficou assim, não está treinando mais. O que está acontecendo?’. Foi a minha virada de chave”, disse.

Como mencionado, Igor Thiago não conseguiu espaço no time titular do Cruzeiro. Ao todo, foram mais de 60 partidas e apenas 10 gols marcados. O atacante se tornou a primeira venda do clube após a chegada da SAF de Ronaldo.

Comentários estão fechados.