Ex-Cruzeiro faz revelação bombástica sobre decisão que mudaria a carreira de Neymar

O atacante Neymar, que está jogando atualmente no Al-Hilal, da Arábia Saudita, e se recupera de grave lesão sofrida em outubro de 2023, deixou o Paris Saint Germain e poderia ter tido rumo na carreira bem diferente. Em declaração bombástica, ex-Cruzeiro fez revelação forte e comentou da situação atual do camisa 10 da Seleção Brasileira, que aos 32 anos não sabe se vai disputar a Copa do Mundo de 2026.

Giovane Élber, que passou pelo Cruzeiro na temporada 2006, falou de forma surpreendente da indicação que Neymar recebeu para ir ao Bayern de Munique quando deixou o PSG no meio de 2023. Ídolo do clube bávaro, o ex-jogador foi observado pelo clube ainda em 2008, quando estava na base do Santos e tinha apenas 15 anos.

Em entrevista ao OneFootball, Élber falou que na época já se impressionou com Neymar. O atacante brasileiro foi promovido ao profissional do Santos em 2009, quando estava com 17 anos. Em 2013 vendido ao Barcelona e em 2017 negociado ao PSG, da França.

“Teve a Copa São Paulo. E eu, naquela época, estava trabalhando como olheiro para o Bayern de Munique na América do Sul. Aí eu vi o jogador com 15 ou 16 anos jogando contra garotos de 19, 20. Pelo amor de Deus, esse menino é um fenômeno”, disse o ex-atacante que jogou no Cruzeiro em 2006.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ainda na declaração, Élber contou que se impressionou tanto com Neymar que foi atrás de mais informações para conhece-lo melhor. “Fui atrás para saber quem era o garoto. Ele já ganhava seus 30 mil euros por mês. Pensei: o contrato desse menino deve ser muito caro. Com 15 anos, já ganha 30 mil euros. Já tem segurança perto dele dentro de campo. Acho que não é para a gente não”, acrescentou.

“Os caras falaram: ‘não, deixa quieto, muito novinho’. O Bayern de Munique não tem costume de comprar garoto novo, ainda mais da América do Sul. Aí ficou quieto. Depois fomos vê-lo no Barcelona”, finalizou.

Comentários estão fechados.