Dupla formada no Cruzeiro foi vendida pelo preço que Ronaldo comprou o clube

Ronaldo Fenômeno tornou-se dono da SAF do Cruzeiro ainda em dezembro de 2021 com a promessa de investimento de R$ 400 milhões no clube. De lá para cá, duas grandes promessas deixaram o clube celeste a preço de banana e, em seguidas, foram negociadas por um valor que, somado, supera o montante que o gestor usou para comprar 90% das ações da Raposa

A saber, estamos falando de Thiago e Vitor Roque, que foram negociados com grandes equipes no futebol europeu. O centroavante do Club Brugge, da Bélgica, acertou sua transferência para o Brentford, da Inglaterra. Já o ‘Tigrinho’ está no Barcelona, da Espanha.

No caso de Thiago, o jogador foi vendido por cerca de R$ 193,6 milhões. Já Vitor Roque rendeu aos cofres do Athletico uma cifra inicial de R$ 213,4 milhões. Ou seja, juntas, as transferências somam mais de R$ 407 milhões.

Mas, afinal, quanto o Cruzeiro recebeu por Thiago e Vitor Roque?

Vale a lembrança de que Thiago foi a primeira venda da SAF de Ronaldo no Cruzeiro. O atacante acertou sua ida ao Ludogorets, da Bulgária, por um valor total de R$ 7,6 milhões por 100% dos direitos. Em junho do ano passado, ele foi vendido ao Club Brugge, e a Raposa recebeu mais R$ 1,6 milhão através do mecanismo de solidariedade da FIFA. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Agora, com sua transferência ao Brentford, o Cruzeiro terá direito a cerca de R$ 3 milhões. Vitor Roque, por sua vez, deixou o Cruzeiro em abril de 2022 por um valor de R$ 24 milhões. Com a sua ida ao Barcelona, a Raposa faturou algo em torno de R$ 2 milhões. Isto é, ato todo, a dupla rendeu aos cofres do Cruzeiro R$ 35,2 milhões. 

Comentários estão fechados.