Cruzeiro precisou agir rapidamente para não prejudicar os jogadores antes da estreia na Sula

O Cruzeiro volta a campo nesta quinta-feira (4) contra a Universidad de Quito, às 21h (de Brasília), no estádio Olímpico Atahualpa, pela estreia da Copa Sul-Americana de 2024 e precisou tomar ação rápida para não prejudicar os jogadores. Disputando a final do Campeonato Mineiro, que tem o jogo da volta no sábado (6), a diretoria celeste foi inteligente e agiu.

Com reapresentação nesta segunda (1) na Toca da Raposa, o grupo de jogadores de Larcamón realizou as atividades usando a bola da Copa Sul-Americana, diferente das usadas no Campeonato Mineiro e no Brasileirão, para acelerar a adaptação dos atletas. Pelas redes sociais, o Cruzeiro divulgou imagens do novo modelo.

Querendo conquistar o título estadual, que não vem desde 2019, o Cruzeiro deve poupar alguns jogadores na Sul-Americana. No jogo de ida da decisão estadual, na Arena MRV, o Cabuloso empatou por 2 a 2, com gols de Jemerson (GC) e Juan Dinenno. Após tomar dois gols ainda no começo do jogo, o time de Larcamón reagiu e buscou o resultado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Para o jogo da volta, mais de 55 mil ingressos foram vendidos antecipadamente. Sabendo da importância do confronto, a nação cruzeirense está confiante e promete quebrar o recorde de publico do novo Mineirão, reformado para a Copa do Mundo de 2014.

O Cruzeiro não disputava uma competição internacional desde 2019, quando jogou a Libertadores e caiu nas oitavas de final para o River Plate. A equipe de Larcamón está encarando o torneio como um dos focos da temporada de 2024.

Comentários estão fechados.