Com 20 imóveis e 8 veículos, Robinho foi preso e precisou deixar tudo para trás

O ex-jogador Robinho, que está cumprindo pena de 9 anos no presídio de Tremembé, em São Paulo, por condenação por estupro realizado na Itália em 2013, teve passagem pelo Atlético-MG e vive período complicado da vida. Com carreira financeira sólida, o atacante precisou todos os 20 imóveis e 8 veículos para trás, vivendo agora em cela minúscula.

Como Robinho está preso, neste momento, seus bens ficaram tudo com a família, afinal, ele não pode usufruir deles enquanto seguir na prisão. A esposa e os filhos estão fazendo visitas semanais ao ex-jogador, que tem direito a saídas da cela, atividades na penitenciária e possibilidade de realizar trabalhos comunitários.

Vivian Guglielmetti, esposa de Robinho, que vem cuidando do patrimônio da família e dos filhos. De acordo com os documentos, Robinho e Vivian compraram sete imóveis em Santos e na região desde 2014. Os bens custaram R$ 6,4 milhões (ou R$ 10 milhões, em valores atualizados pela valorização imobiliária).

A família ainda possui outros imóveis, que estão registrados em nome de familiares. Outros imóveis que compõem o patrimônio da família estão em nome dos pais de Robinho, Marina e Gilvan. Além das casas e mansões, Robinho possui seis veículos, comprados no mesmo período, no valor aproximado de R$ 1 milhão.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Robson de Souza Junior, filho primogênito do ex-jogador, fez homenagem para o pai durante uma partida de futebol válida pelo Campeonato Paulista sub-17. Jogando pelas categorias de base do Santos, o jovem jogador usou camiseta estampada com a foto da família e os dizeres “Deus me deu o melhor pai do mundo”.

Comentários estão fechados.