Imagem: Portal Cruzeirense

Cantos da torcida: Máfia Azul (Cruzeiro)

Torcida Máfia Azul Cruzeiro
Imagem: ge.globo.com

Fundada no dia 5 de junho de 1977, a Máfia Azul é a maior e mais inerente torcida organizada do Cruzeiro. A torcida já chegou a catalogar em torno de oitenta mil componentes no passado. Conhecida pela união de torcedores das mais diversas classes sociais, a Máfia Azul representa a equipe celeste do estado de Minas Gerais onde quer que seja disputada a partida.

Com a expansão rápida e abrangente das torcidas organizadas do Brasil nos anos 90, a Máfia Azul teve grande reconhecimento. Acompanhando o Cruzeiro nas ótimas campanhas e títulos ao longo da década. Alguns dos cantos da Máfia Azul são:

Salve, Salve Cruzeiro

Nas veias tenho o sangue azul do meu clube amado

No peito tenho cinco estrelas que carrego com amor

Salve, salve, Cruzeiro, o guerreiro dos gramados

Tenho orgulho de todas as glórias que já conquistou

Tantas vezes Cruzeiro, meu clube querido

Abri mão da minha vida pra poder estar contigo

Parar com este sentimento eu não consigo

E não importa onde fores jogar

E por toda minha vida vou te acompanhar

Sempre verei meu Cruzeiro jogar pra ganhar

A história não mente, jamais vai mudar

Eu Quero Ver

Essa é minha alegria de coração

Ver o Cruzeiro jogar no Mineirão

Tudo que eu fiz na vida foi te amar

Esse meu sentimento não vai parar

E eu quero ver

Eu quero ver

Cruzeiro jogar com raça para vencer

Eu quero ver

Eu quero ver

Cruzeiro jogar com raça para vencer

Eu quero ver

Guerreiro dos Gramados

Zêro, quem conhece tua história

De conquistas e vitórias

Nunca mais te esquecerá

Zêro, tua história é tão bonita

Faz parte da minha vida

Pros meus filhos vou contar

Zêro, o guerreiro dos gramados

Sou cruzeirense apaixonado

E pra sempre eu vou te amar

Cruzeiro, Clube Querido

Cruzeiro, clube querido

Mais um torneio e a torcida aqui contigo

Te apoiaremos de coração

Com essa torcida tu serás o campeão

Não importa o que digam

O que digam os rivais

Vou contigo a toda parte

Cada vez te quero mais

Rebeliô

Rebeliô (ôôô)

A galera se embolou

Nunca vão ser esquecidos

São imortais

Tu tá ligado

Guerreiros do comando

Que partiram para o outro lado

A covardia invade a mente

Não sei nem quem cometeu

Boato de geral

Que o Fofin morreu

Na continuação

Lá no Palmital

Torcida se entristeceu

Quando mataram o Cacau

Mas o bonde não se intimida

Tamos na união

Marcamos um churrasco de confraternização

Festa rolando

Desacerto então

O cão engatilhado

Acertaram o Adão

Adão, foi sem querer

Eu to ligado

Mas mesmo assim

Nós ficamos bolados

Rebeliô (ôôô)

A galera se embolou

Nunca vão ser esquecidos 

São imortais

Tu tá ligado

Guerreiros do comando

Que partiram para o outro lado

Era linha de frente

Toda fita tá de pé

Marcílio era guerreiro para o que der e vier

Deixou saudades

Mas um final fabuloso

Esse era fiel

Nosso mano pavoroso

Lá do alvinegro de caô nessa parada

Morreram na correria

Não foi organizada

Só a fita da estação

Eu sei que foi tramada

Na covardia vocês mataram o tonelada

Enquanto a Máfia

Só no mão a mão

Deixou Néri com o olho furado

Pro CTI foi o Bocão, c*zão

Rebeliô (ôôô)

A galera se embolou

Nunca vão ser esquecidos

São imortais

Tu tá ligado

Guerreiros do comando

Que partiram para o outro lado

Hoje Eu Vou Torcer e Cantar

Hoje eu vou torcer e cantar

Com raça que nós vamos jogar

É o time do coração

É o meu Cruzeiro, é o meu Cruzeiro

Dá-lhe dá-lhe, Cruzeiro

Dá-lhe dá-lhe, Cruzeiro

Dá-lhe dá-lhe, Cruzeiro

Dá-lhe dá-lhe, ô

Dá-lhe Cruzeiro

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.