Beba um copo d’água antes de ver o que pode acontecer com Daniel Alves

A imprensa europeia acompanhou de perto o julgamento do lateral-direito Daniel Alves, que aconteceu entre os dias 5 a 7 de fevereiro, no Tribunal Provincial de Barcelona, na Espanha. A repercussão, claro, é de que o jogador dificilmente escapará da condenação por esturpo. 

O brasileiro é acusado de agredir sexualmente uma jovem na boate Sutton, em Barcelona. O crime teria acontecido em dezembro de 2022 e, desde então, Daniel Alves está preso preventivamente. 

Qual a pena máxima que pode ser aplicada a Daniel Alves?

O jornal espanhol Marca afirmou que, de acordo com advogados consultados, a sentença não deve demorar muito para sair, já que o caso não é visto como algo “especialmente complexo”. Além disso, eles destacaram que, na Espanha, o crime de abuso é equiparado ao de agressão sexual. 

Outros jornais espanhóis, como El País e La Vanguardia, deram destaque para as falas de Daniel Alves no tribunal, em que ele busca construir uma nova versão de que teve relação sexual consentida com a vítima.  “Em nenhum momento, ela me pediu para parar” e “Estávamos aproveitando”, disse ele.

Por fim, o jornal francês Le Parisien trouxe à tona a fragilidade da defesa do jogador. Para se ter apenas uma ideia, Daniel Alves, disse, em depoimento, que não houve sexo sem consentimento e que só soube das acusações pela imprensa. Além disso, contou que não se lembra do que aconteceu naquela noite pois estava embriagado. Esta foi a quinta versão do jogador. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Daniel Alves pode pegar até 12 anos de prisão, pena máxima para crimes desse tipo na Espanha. Aliás, foi justamente isso que pediu Ester Garciá, advogada da denunciante.

Comentários estão fechados.