Atlético tentou contratar a maior joia do Cruzeiro e desfecho nos deixou sem palavras

Cruzeiro e Atlético-MG travaram uma verdadeira disputa velada nos bastidores do futebol para contratar uma das maiores promessas do futebol brasileiro nos últimos anos. A situação voltou à tona no início da semana, quando o ex-diretor do Galo, Lásaro Cândido, revelou que Estevão, joia da base celeste, quase acertou sua ida ao rival. 

Através de suas redes sociais, Lásaro contou que Estevão, apelidado de Messinho no começo de sua passagem pelo Cruzeiro, ficou perto de fechar com o Atlético-MG. Segundo ele, isso aconteceu ainda no início de 2020. Não custa lembrar que, um ano e três meses depois, o jovem deixou a Toca da Raposa e acertou sua transferência ao Palmeiras

“O Messinho esteve próximo de assinar com o ATLÉTICO…Preparei na época (03.02.2020)inclusive a notificação extrajudicial (até hoje tenho a cópia) que seria enviada ao Cruzeiro (cumprir formalidades etc). Parte jurídica, contratos, tudo pronto. Infelizmente…um dia talvez dê os nomes”, escreveu o ex-diretor.

Atlético quase levou joia do Cruzeiro embora

A oferta do Atlético-MG pela contratação de Estevão, inclusive, era maior do que o que foi proposto pelo Palmeiras. A família do jovem, no entanto, que, na época, agenciava a sua carreira, decidiu fechar com o time paulista. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em abril do ano passado, Estevão assinou o seu primeiro contrato profissional com o Palmeiras, no dia em que completou 16 anos e, portanto, estava legalmente apto a firmar o acordo. O vínculo tem validade de três anos, tempo máximo permitido pela legislação brasileira. 

Alvo de clubes europeus, o Palmeiras fixou a multa rescisória de Estevão em 45 milhões de euros, cerca de R$ 240 milhões. Recentemente, porém, Abel Ferreira fez um apelo à diretoria para que não vendesse o jovem nos próximos anos.

Comentários estão fechados.