Após chuva de críticas, Cruzeiro se posiciona sobre problemas com o novo sócio-torcedor

O Cruzeiro divulgou no final da semana passa a reformulação do programa de sócio torcedor, que agora conta com quatro novos planos, com preços e benefícios diferentes. Querendo subir a quantidade de associados de 58 mil para 100 mil, a Raposa recebeu uma chuva de críticas e precisou se posicionar para resolver os problemas.

Com meta ousada de atingir 100 mil associados, estipulada por Alexandre Mattos, o Cruzeiro vem sofrendo com instabilidade no sistema do Sócio 5 Estrelas. Com muitas adesões, o portal não suportou e vem causando dores de cabeça aos cruzeirenses. Em comunicado, o Cabuloso explicou o acontecido e está trabalhando para soluciona-los. “devido ao alto volume simultâneo de acessos e a migração para os novos servidores do programa”, explicou.

O Cruzeiro estipulou prazo para a correção da instabilidade: “O clube está atento ao assunto e atua ativamente para correção dos problemas, o que deve acontecer na próxima semana”. A situação gerou muitas críticas nas redes sociais, já que a torcida comprou a ideia de Mattos, mas o clube não se preparou adequadamente para suportar a pressão.

“Eu quero balançar o Mineirão com novo sócio, ter 100 mil sócios. Aí teremos mais possibilidade de mais investimento. O Cruzeiro está ali entre top 10, 12 de receitas”, disse Mattos em evento de lançamento do novo programa de sócios torcedor.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O Cruzeiro volta a campo nesta quarta-feira (3), contra o Criciúma, no Heriberto Hulse, às 20 horas, pela décima terceira rodada do Brasileirão. A Raposa vem de derrota para o Flamengo por 2 a 1, tem 20 pontos conquistados e está na sétima colocação.

Comentários estão fechados.