Zagueiro e +1: Cruzeiro assinou dois contratos de uma vez só

O Cruzeiro não ficou nada satisfeito com o desempenho da equipe na derrota por 3 a 0 para o Atlético-MG no último final de semana, pela terceira rodada do Brasileirão e resolveu se movimentar nos bastidores para qualificar o elenco do técnico Fernando Seabra. Em uma tacada só, a Raposa fechou com dois jogadores, sendo um zagueiro e um meia.

As movimentações de mercado, no entanto, não são com novos jogadores, mas sim jovens formados nas categorias de base do clube, que estão prontos para serem promovidos ao profissional e ganharam novos contratos. Bruno Alves e Rhuan Gabriel, principais destaques do time sub-20 do Cabuloso, renovaram os vínculos, receberam valorizações salariais e estão a disposição de Seabra.

Antes com contrato até junho de 2025, Bruno Alves estendeu o vínculo e agora vai ficar no clube pelo menos até 2027. Rhuan Gabriel renovará com o Cruzeiro até 2028, deixando para trás o contrato que ia até o final de 2028.

Os dois foram alguns dos destaques do Cruzeiro na campanha da Copinha de 2024, quando a Raposa terminou com o vice-campeonato. Fernando Seabra, que comandou a equipe sub-20 até janeiro, antes de deixar o clube e ir ao Bragantino, trabalhou com os jovens e sabe bem o potencial de cada um.

Lateral do Palmeiras tem investimentos inesperados

O lateral-direito Marcos Rocha, que atualmente está no Palmeiras e teve passagem vitoriosa pelo Galo, deixou o futebol de lado e vem apostando todas as suas fichas no ramo dos investimentos que está em alta no Brasil. Sabendo que a carreira de jogador é curta e o alto padrão de vida alcançado pode ir embora em poucos anos, o lateral tem investimentos no segmento dos cavalos de raça Mangalarga Marchador, que são criados em sua fazenda na cidade de Sete Lagoas, no interior de Minas Gerais.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Selecionados e com foco em reprodução e trabalho de pista” que possui na sua propriedade. “Eu não comprei o haras de cara. Primeiro, arrendei uma propriedade de 30 hectares em Sete Lagoas para investir e construir. E, hoje, sou dono deste local onde ficam nossos cavalos de pista”, contou o jogador.

Comentários estão fechados.