XP Investimentos revela projeto da SAF Cruzeiro

Após a polêmica carta divulgada pela Mesa Diretora do Conselho do Cruzeiro, que divulgou valores confidenciais da venda da SAF Cruzeiro, a XP Investimentos, empresa que foi responsável pela busca de investidores, publicou uma nota oficial explicando o projeto do clube-empresa.

“Como assessora financeira do Cruzeiro Esporte Clube, fizemos apresentações para aproximadamente 100 potenciais investidores de diversos países ao longo de três meses e foram enviadas apenas 2 propostas, o que demonstra os graves problemas financeiros do clube. Diante desses fatos, a XP acredita que a proposta aceita é a melhor e mais sustentável para um projeto de longo prazo”. 

Ainda por meio da nota oficial, a XP ressaltou o valor da negociação e elogiou a gestão de Ronaldo Fenômeno.

“Sobre as informações da Nota Oficial da Mesa Diretiva do clube, a XP reitera que o valor a ser investido será de R$ 400 milhões, que há imprecisões técnicas e interpretações errôneas do formato dos aportes da proposta assinada.

A XP salienta que, mesmo com a negociação ainda não concluída, o Cruzeiro vem beneficiando-se da parceria com um dos maiores nomes do futebol mundial, tanto em crescimento de receita quanto na organização das contas da entidade, numa demonstração da assertividade da decisão, tanto pela exposição midiática, que reconduzem o Cruzeiro ao patamar que lhe é de direito, como pela associação à uma personalidade do quilate do Ronaldo ‘Fenômeno’, que, além do comprovado histórico como homem de negócios, possui enorme identificação com o clube”.

Ronaldo e Cruzeiro

Ronaldo Fenômeno anunciou a compra de 90% das ações do Cruzeiro no dia 18 de dezembro de 2021, pelo montante total de R$ 400 milhões. A Raposa é o primeiro clube-empresa no Brasil a usar o modelo Sociedade Anônima do Futebol (SAF), desde que foi aprovado pelo Congresso Federal no ano passado.

Após 86 dias da assinatura oficial do contrato de compra, Ronaldo exige novos ajustes e discute assuntos fundamentais para se tornar dono em definitivo do clube. Uma das principais exigências, seria a compra das Tocas da Raposa I e II, porém, qualquer negociação envolvendo imóveis sobre domínio do clube, deve ser votada pelo conselho deliberativo.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.