Vendedor de carros conta fama desagradável dos jogadores de futebol

Não é segredo para ninguém que a elite do futebol é um dos mercados que mais pagam no mundo. No Brasil não seria diferente. Prova disso, por exemplo, está nas luxuosas coleções de carros de jogadores consagrados no país. Porém, o que pouca gente sabe é sobre a fama desagradável dos atletas. 

Em recente entrevista ao Globo Esporte (ge), Tiago, nome forte nos bastidores da venda de carros em São Paulo, entrou em detalhes sobre como funcionam as negociações com os jogadores. De acordo com o profissional, não se trata de uma situação simples. 

Vendedor de carros revela que jogadores têm fama de caloteiros

Tiago está à frente de uma loja de carros situada no coração de Tatuapé, zona leste de São Paulo. O local chama atenção por dois módicos. O primeiro pelos vários automóveis luxuosos no saguão. Porém, o segundo fato é ainda mais impressionante: o número expressivo de camisas de clubes e seleções que estão espalhadas por todo o ambiente. 

Isso porque o empresário é conhecido por ter como clientes jogadores da Seleção Brasileira, Corinthians, Palmeiras, São Paulo e outras grandes equipes europeias. Contudo, se engana quem pensa que há uma grande diferença na hora de comprar um carro em comparação aos meros mortais. 

De acordo com Tiago, a grande maioria dos jogadores também usam o recurso do financiamento para fazer a compra de um veículo. Além disso, o profissional revelou uma curiosidade: os bancos não gostam de aprovar crédito aos atletas, por possuírem fama de maus pagadores. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“O jogador tem uma particularidade, quando ele vem aqui para comprar e vai ver um financiamento, as instituições, os bancos não querem fazer financiamento. Eles têm uma fama de mau pagador para os bancos, eles querem recusar na hora. Aí você tem que ligar, explicar que eles ganham R$ 500 mil por mês e usar da sua influência para convencer”, disse. 

Tiago Fernandes explicou que a fama de mau pagador tem sentido. De acordo com o empresário, ele mesmo já tomou “calote” de alguns atletas. Atualmente, Tiago afirmou que não vende mais carro a prazo para nenhum jogador: “já tive que correr atrás de alguns”.

Comentários estão fechados.