Vasco não quer nem saber e manda embora ídolo do Cruzeiro

O Vasco da Gama não quis nem saber e acabou de anunciar que mandou embora ídolo do Cruzeiro. Após má fase no primeiro semestre de 2024, ficando de fora da final do Campeonato Carioca, o Cruzmaltino desligou o executivo de futebol Alexandre Mattos da função. Mattos ficou famoso no futebol brasileiro pelos bons trabalhos feitos no Cruzeiro, Palmeiras e Athlético-PR.

Para tomar a decisão de demitir, para o Vasco pesou muito a forma como o executivo se portou no último mercado de transferências e a dificuldade no relacionamento com a 777 Partners. Com apenas quatro meses de trabalho no clube carioca, Mattos será desligado e deve anunciar saída nesta quinta-feira (21), em entrevista coletiva.

Nos últimos dias, prints foram vazados de conversas de Alexandro Mattos expondo a situação dos bastidores do Vasco. Nas mensagens, o executivo comenta sobre o ‘modus operandi’ da SAF contratar. O vazamento causou irritação interna e pode ter sido o estopim para a demissão.

Comandante do departamento de futebol do clube carioca, Mattos foi responsável por contratar: o goleiro Keiller, os zagueiros João Victor e Rojas, o lateral-esquerdo Victor Luis, os volantes Sforza e Galdames e os atacantes Adson, David e Clayton Silva.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Alexandre Mattos trabalhou no Cruzeiro entre os anos de 2012 a 2015, sendo bicampeão brasileiro, montando o time vencedor com Everton Ribeiro e Ricardo Goulart. Depois o executivo foi ao Palmeiras, ficando de 2015 a 2019. Em 2020 deixou o clube e estava no Athlético-PR.

No Cruzeiro, foi responsável pela contratação de jogadores que viraram ídolos do clube, como Ricardo Goulart, Everton Ribeiro e Dedé.

Comentários estão fechados.