Vasco fez o que ninguém esperava acontecer para conseguir tirar Coutinho do Cruzeiro

O Vasco está no centro dos noticiários esportivos há algum tempo. Um dos motivos é a possível chegada de Philippe Coutinho ao clube carioca. De antemão, vale dizer que o meio-campista vê com bons olhos o seu retorno ao Brasil já neste segundo semestre de 2024. 

Acontece que o Vasco vive um drama político e institucional em seus bastidores. Isso porque o clube está em meio a uma briga jurídica pelo controle da SAF. No entanto, para contratar Philippe Coutinho, ambos os lados desta batalha decidiram unir forças.

Vasco tem dois caminhos para assinar com Coutinho

Destaca-se que a negociação por Coutinho começou de forma paralela há mais de um mês e avançou. O presidente da associação do Vasco, Pedrinho, chegou a fazer contato com pessoas próximas ao meia e recebeu a informação de que o jogador gostaria de voltar ao clube que o revelou. Pedro Martins, diretor de futebol da SAF, iniciou as conversas com os representantes do atleta. 

Do lado do Cruzeiro, o clube também se mostrou interessado na contratação do jogador. De acordo com Pedro Lourenço, dono da SAF do clube, se a equipe mineira tiver uma oportunidade, não medirá esforços para trazê-lo à Toca da Raposa

A prioridade do atleta, no entanto, em caso de uma volta ao Brasil, é pelo Vasco. O clube carioca entende que não é um caso simples. Isso porque Coutinho tem contrato com o Aston Villa até junho de 2026. No momento, o meia tenta a rescisão, mas o clube inglês vai exigir uma recompensa financeira. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Desta forma, há dois cenários possíveis. De acordo com Jorge Nicola, caso não consiga a rescisão na Europa, Philippe Coutinho assinará com o Vasco por empréstimo com opção de compra. O segundo, claro, é a contratação definitiva do atleta na próxima janela. 

Comentários estão fechados.