Time apela e oferece até carro blindado para contratar Ángel Di María

Ángel Di María está novamente no centro dos holofotes do futebol mundial. De antemão, não custa dizer que, neste momento, o atacante está com a seleção da Argentina na disputa da Copa América. Porém, o futuro do atleta tem sido bastante debatido nos bastidores. Isso porque, como se sabe, ele estará livre no mercado a partir da semana que vem. 

Inicialmente, o desejo de Di María era voltar ao Rosário Central, clube que o revelou. Acontece que antes de qualquer conversa ser iniciada, o atacante sofreu fortes ameaças no país. Tanto assim que desistiu do sonho. Mas o Rosário Central ainda não desistiu de contratá-lo. 

Time oferece carro blindado para Di María assinar contrato

De acordo com informações da radio Continental 590, da Argentina, o clube está preparando uma oferta oficial para enviar ao jogador. O time incluiu no acordo algumas regalias de segurança, como carros blindados e seguranças particulares durante 24 horas por dia.

A ideia do Rosário é oferecer ao jogador o máximo de segurança possível para que Di María possa atuar pelo clube antes de se aposentar. Porém, como mencionado, a situação é delicada, haja vista que ele e sua família foram ameaçados de morte em Rosário, por um grupo de narcoterroristas. Veja alguns detalhes da proposta que será apresentada:

  • Apoio das Tropas de Operações Especiais em conjunto com a Polícia Federal.
  • Um carro blindado à sua disposição.
  • Policias Civis no estádio Gigante de Arroyito fazendo sua proteção durante os treinamentos.
  • Seguranças particulares que irão acompanhá-lo 24hs.
  • Guarda terrestre e aérea.

Em março deste ano, Ángel Di María e sua família receberam ameaças de morte em Rosario. Segundo a imprensa local, um carro deixou um cartaz em frente à casa do atacante, afirmando que nem mesmo o governador provincial, Maximiliano Pullaro, poderia garantir a segurança do jogador e de seus familiares.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A principal hipótese da investigação é que a ameaça à família de Di María tem o objetivo de causar “comoção” na cidade, que enfrenta problemas graves de violência devido aos grupos de tráfico de drogas. Um incidente semelhante ocorreu há um ano, quando uma empresa pertencente aos sogros de Lionel Messi, capitão da seleção argentina, foi atacada a tiros em Rosario.

Comentários estão fechados.