Técnico na mira da Seleção Brasileira recebe aviso e corre risco de prisão

Carlo Ancelotti foi o nome mais cotado para assumir a Seleção Brasileira neste ciclo de Copa do Mundo. No entanto, o treinador renovou o seu contrato com o Real Madrid, e, por outro lado, a CBF anunciou a contratação de Dorival Júnior. 

Bom, o fato é que as coisas não andam tão pacíficas para Ancelotti. Isso porque o Ministério Público da Espanha pediu, nesta quarta-feira (6), a prisão do treinador do Real Madrid. A acusação é de fraude à Fazenda, com 1 milhão de euros sonegados em impostos. Vale dizer que o pedido é de prisão por 4 anos e nove meses. 

Esteve na mira da Seleção Brasileira e agora é alvo da Justiça

De acordo com a acusação, Carlo Ancelotti ocultou propositadamente em sua declaração de renda todos os valores que recebeu em relação aos direitos de imagem durante os anos de 2014 e 2015. Ancelotti, na verdade, tentou driblar a tributação usando um “confuso e complexo” esquema. 

Durante a sua primeira passagem pelo Real Madrid, Ancelotti cedeu seus direitos de imagem para uma empresa privada, a Vapia Limited, por um período de 10 anos. O valor foi de 25 milhões de euros. Porém, um dia depois, a empresa nomeou o próprio Ancelotti como seu representante, concedendo-lhe ainda “máximos poderes de atuação para gerir seus direitos de imagem”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Além disso, em seguida, foi formalizado um novo acordo que modificava o prazo de duração para três anos e o valor dos direitos em 1 milhão de euros. Ancelotti ainda não se manifestou sobre o pedido feito pelo Ministério Público. 

Comentários estão fechados.