Situação nos bastidores do Cruzeiro após ‘caso Dudu’ pode te deixar triste

Há quem tenha gostado do não acerto do Cruzeiro com o atacante Dudu, de 32 anos, que chegou a ter o seu nome anunciado pelo clube mineiro. Em resumo, a história foi a seguinte: o atacante procurou o time mineiro, a Raposa conversou com o Palmeiras e apresentou uma proposta oficial. Todas as partes foram unânimes e aceitaram a negociação. 

Contudo, após uma conversa com membros de uma torcida organizada do Palmeiras, Dudu voltou atrás e desfez o acordo. Fato que deixou Leila Pereira, presidente do clube paulista, um tanto quanto revoltada. Basta lembrar a declaração da gestora ao SporTV, em que praticamente mandou o atleta embora. 

A proposta do Cruzeiro foi por um contrato por quatro anos com o atleta (que tem 32) e um salário ainda maior do que ele recebe no Palmeiras. Ou seja, mais de R$ 2 milhões por mês. O atacante está voltando de lesão. Se valia o investimento, não se sabe. Porém, a desistência de Dudu foi um duro golpe interno na diretoria celeste. 

Dudu era a prioridade do Cruzeiro com Pedro Lourenço

Isso porque, de acordo com Alexandre Mattos, CEO do Cruzeiro, a contratação de Dudu era uma “prioridade do projeto”. O plano da Raposa era ter Dudu até sua aposentadoria. O atacante também era um sonho pessoal de Pedro Lourenço, dono da SAF do clube. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“O Cruzeiro fez um esforço fora da sua realidade através do Pedrinho, que está levantando a qualidade técnica. Tem que ter investimento”, disse Alexandre Mattos.

A verdade é que Mattos teve seus planos frustrados por Dudu, o que certamente não ficará assim. O time mineiro agora deve buscar um outro nome de peso no mercado para elevar o nível do elenco. A próxima janela será aberta apenas no dia 10 de julho.

Comentários estão fechados.