Setor defensivo do Cruzeiro conseguiu acabar com todas as críticas

Desde a temporada do ano passado, o Cruzeiro tem se destacado por uma forte solidez defensiva. Basta citar que a Raposa teve a defesa menos vazada do Brasileirão de 2023 e, neste ano, tem a chance de ser campeã do Estadual por meio de dois empates ou até mesmo vitória e derrota pelo mesmo saldo de gols. Isso por ter feito a melhor campanha da primeira fase. 

No quesito defensivo, o Cruzeiro só fica atrás do América, que sofreu quatro gols até aqui. A Raposa, a saber, teve a sua defesa vazada em cinco oportunidades. Contudo, o time estrelado vem de três jogos seguidos sem sofrer um golzinho sequer (Tombense, Pouso Alegre e Uberlândia). 

É importante destacar que o desempenho defensivo do Cruzeiro, coincidência ou não, melhorou após a entrada de João Marcelo no time titular. Para se ter uma ideia, o zagueiro disputou sete partidas neste ano, e a Raposa deixou o campo sem sofrer gols em cinco delas. 

Defesa do Cruzeiro pode garantir time na final

O fato é que o Cruzeiro receberá o Tombense, neste sábado (16), às 16h30, no Mineirão. Para ficar com a vaga na grande final do Campeonato Mineiro, o time de Nicolás Larcamón precisa pelo menos de um empate. Ou seja, se não tiver a sua defesa vazada, avança. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por outro lado, o treinador argentino não poderá contar com Zé Ivaldo, zagueiro titular do Cruzeiro. Isso porque ele foi expulso na partida de ida e, portanto, está suspenso. Neris será o escolhido para a vaga. O lateral-esquerdo Marlon também está fora pelo mesmo motivo. Neste caso, Larcamón acionará Lucas Villalba. 

Comentários estão fechados.