Ruy Cabeção se formou na faculdade e agora ajuda atletas e treinadores

O ex-jogador Ruy Cabeção, que teve passagem pelo Cruzeiro, se afastou dos campos e se formou na faculdade. Em outro momento da vida, o meia está atuando e ajudando atletas e jogadores do outro lado. Graduado em Direito, Ruy passou por maus momentos, tendo problemas de saúde, mas virou advogado e é especialista na área esportiva.

Aposentado desde 2015, Ruy Cabeção passou por problemas de depressão quando pendurou as chuteiras, mas deu a volta por cima e hoje atua na advocacia. Na nova área há quatro anos, o ex-meia fez parte do elenco Celeste na temporada da tríplice coroa, em 2003, comandado por Vanderlei Luxemburgo.

Em entrevista recente ao ge, Ruy contou que teve perda muito grande e resolveu ajudar jogadores como foi ajudado ao longo da carreira. Revelado pelo América, jogou pelo Cruzeiro e teve passagens por Figueirense, Náutico, GrêmioFluminense, Boavista, Brasiliense, Ipatinga, Alecrim-RN, Mixto e Operário-MT.

“No ano de 2020 eu perdi meu advogado, doutor Antônio Sérgio Figueiredo, que depois do meu pai era o cara que me acompanhava desde 1999. Então eu vi que eu não tinha mais a quem recorrer. O principal motivo para eu poder ter me tornado advogado é para eu mesmo poder cuidar das minhas coisas e poder eu mesmo tentar ajudar aquelas pessoas que mais necessitam, prestar um serviço tanto para jogadores de futebol, quanto para os técnicos e para os próprios intermediários.”, disse o agora advogado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A inspiração para virar advogado aconteceu depois de romper com os antigo empresários, quando Ruy decidiu gerenciar a própria carreira. Ainda novo na profissão, o ex-jogador usa como currículo as suas conquistas dentro de campo.

“Na área trabalhista voltada ao futebol, o único currículo que eu poderia colocar seria esse mesmo. É um currículo que poucos têm. Meu currículo são os títulos que conquistei, e o futebol te proporciona certas situações que muitas faculdades não vão te dar.”, acrescentou.

Comentários estão fechados.