Rumo ao Qatar! Ex-treinador do Cruzeiro marca presença na Copa do Mundo de 2022

O atual momento do Cruzeiro se deve, e muito, ao treinador uruguaio Paulo Pezzolano. No entanto, no início o técnico e ex-jogador foi recebido com desconfiança, por ser um desconhecido da torcida celeste. Mas um fato curioso é que Pezzolano entrou para o seleto grupo de treinadores estrangeiros no Cruzeiro, foi apenas o sexto na história centenária do clube.

Se a passagem de Pezzolano já tem marcado época em Belo Horizonte, o mesmo não se pode dizer do último gringo que treinou a Raposa. Contratado em 2016 para o lugar de Deivid, Paulo Bento chegou como uma grife na Toca da Raposa, antes de se tornar algo relativamente comum com a presença de Jorge Jesus, Abel Ferreira, entre outros.

Da passagem pífia no Cruzeiro até a Copa do Mundo

Apesar da expectativa alta, Paulo Bento teve uma passagem bem questionada pela Toca da Raposa, chegando a sair no meio da temporada sendo substituído por Mano Menezes. A frente do clube em 17 partidas, o português conseguiu seis vitórias, três empates e oito derrotas, deixando a Raposa na penúltima colocação no Campeonato Brasileiro.

Depois da passagem desastrosa pelo Brasil, Paulo Bento assumiu o Olympiakos, da Grécia, conquistando o campeonato local. O treinador deixou o clube grego em 2018 rumo ao futebol chinês que acabou durando pouco, deixando o comando depois de apenas 15 jogos.

Logo depois do fim da Copa do Mundo da Rússia surgiu a proposta para que o treinador voltasse ao futebol de seleções, agora assumindo a Coréia do Sul. Depois de passar com tranquilidade das eliminatórias, Paulo Bento volta a um mundial, o último havia sido aqui no Brasil. Na ocasião, o treinador não teve sucesso com Portugal e não passou da primeira fase.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.