Ronaldo renegocia contrato e pode desistir de compra do Cruzeiro

Ronaldo Fenômeno anunciou a compra de 90% das ações do Cruzeiro no dia 18 de dezembro de 2021, pelo montante total de R$ 400 milhões. A Raposa é o primeiro clube-empresa no Brasil a usar o modelo Sociedade Anônima do Futebol (SAF), desde que foi aprovado pelo Congresso Federal no ano passado.

Após 86 dias da assinatura oficial do contrato de compra, Ronaldo exige novos ajustes e discute assuntos fundamentais para se tornar dono em definitivo do clube. Na última segunda-feira (14), o ex-jogador se reuniu com membros do conselho da equipe, para conversar sobre as questões levantadas pelo ídolo do Cruzeiro.

De acordo com a Rádio Itatiaia, uma das principais exigências, seria a compra das Tocas da Raposa I e II, porém, qualquer negociação envolvendo imóveis sobre domínio do clube, deve ser votada pelo conselho deliberativo.

Em sua primeira entrevista coletiva como gestor da equipe, Fenômeno já havia comentando sobre a grave crise do time mineiro encontrada após a análise de sua equipe.

“O Cruzeiro tem que gastar somente aquilo que arrecada. O cenário hoje é bem complicado, com receitas de até os próximos dois anos já antecipadas e já gastas, então encontramos um cenário trágico no clube, mas temos que cuidar. O Cruzeiro é um paciente em estado grave, na UTI”.

Desistência de Ronaldo

Antes mesmo do contrato de compra e venda ser oficializado, o presidente Sérgio Santos Rodrigues comentou sobre a possibilidade de Ronaldo desistir da compra do Cruzeiro.

“O Ronaldo ele assinou intenção de compra. Já está fazendo alguns investimentos, já está à frente da gestão. Tecnicamente, ele poderia sim (sair). Estamos num período de elaborar o contrato de compra e venda. Como ele diz, cada vez mais ele está dentro. Então, não vislumbro a saída (de Ronaldo).”

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.